Mas você sabe que eu te amo

ENFIM ME SENTINDO BEM SENDO QUEM SOU!!!

2020.12.01 05:01 asdesventurasdodee ENFIM ME SENTINDO BEM SENDO QUEM SOU!!!

Olá, podem me chamar de D, tenho 17 anos e no próximo ano faço 18. Sabe, tá sendo uma puta jornada até aqui na minha vida inteira... Na verdade minha vida só de 2 anos pra cá veio a ficar emocionante, tive uma vida impressionantemente vazia e imarcante, talvez por só ter descoberto o mundo real e o mundo das redes sociais e interação a pouco tempo por conta de sindrome de asperger.
Na verdade o post nem é sobre isso...
Ok, um pouco de contexto real dessa vez, acho que vocês já devem estar familizarizados com familias estranhas, e bem a minha é mais uma, isso é só teoria minha mas pelo que parece a minha mãe tem uma filosofia que ela não fala explicitamente pra ninguém de "meus filhos tem que aprender sozinhos" do mesmo jeito que ela teve que aprender por perder sua mãe quando tinha 15 anos na fase mais dura e confusa da puberdade, ela támbem parece ter uma filosofia que se encaixa com a anterior de "meus filhos precisam me perguntar antes de eu ensinar" como assim? Vamos supor que tu quer falar de sexo com sua mãe, mas ela não quer te colocar nessa conversa e sim tu tem que perguntar ela pra vocês conversarem, o que parece super legal... no papel, por que quando um adolescente na puberdade vai perguntar a própria mãe sobre sexo? Mesmo que seja uma conversa casual, se já é super vergonhoso quando um parente te para pra falar disso imagina tu perguntar diretamente. Mas ok, por que falei disso tudo?
Essa filosofia da minha mãe me prejudicou por anos, a mais afetada foi óbvio a boa e velha auto-estima, eu antigamente usava cabelos curtos, devido a anos e anos da minha familia e minha mãe fazerem piada com meu cabelo, falavam pra eu pentear ele mas eu não fazia (e ainda mais ou menos não faço) ideia de como se faz isso, como se faz? ninguém ensinava mas zoar e zoar queriam, poha eu só tinha 12 anos na epoca como eu ia saber sobre cabelo se ninguém focava em me ensinar, nunca me ensinaram como um creme funciona, um gel, um pente, só fui saber o tipo do meu cabelo aos 17 anos... ESSE ANO! nunca me ensinaram nada mas me zoar, poha, todo dia, toda hora, tinha uma fase da minha vida que minha auto-estima com meu cabelo e comigo mesmo era tão baixa que eu comecei a detestar cabelo, achava cabelo inutil e só queria raspar de uma vez, eu não aguentava mais meu cabelo, só queria me livrar dele, se ninguém me ensinou NADA sobre cabelo, por que ao menos me importar com ele?
Aos meus 15 anos, no oitavo ano eu fiz meu primeiro melhor amigo real, Marcos (que tô dizendo o nome aqui por ser comum) nós, mesmo tendo gostos e personalidades tão distintas nos completavamos de alguma forma, eramos tipo "Os Caras de Pau" "O Gordo e o Magro" "Os Três Patetas só que com duas pessoas ao invés de três", nós somos amigos até hoje e ano passado ele decidiu por adorar rap e Tim Maia deixar o cabelo crescer e fazer um black power, de primeira achei idiota, mas depois. Com o tempo nos tornamos super intimos, eu me abro de coisas com ele que nunca me abriria com minha mãe, é sério! Na verdade isso me leva a outra série de aconteciementos que complementam o tema geral do post, então se quiser continuar lendo esse textão, prossiga!
Por influencia familiar e por conta do meu autismo (Sindrome de Asperger) com 12 anos eu era BABACA PRA CARALHO! arrogante, prepotente, ridiculo, me achava o maioral, e pela minha mãe ser super tradicional isso tudo vinha com uma GIGANTENORMICA homofobia, tipo, enorme, até 2018 no mesmo ano que conheci Marcos eu entrar numa rede social chamada Twester, o Toíter, eu de primeira amei o lugar, fiz várias coisas, descobri gostos, fiz tipo Celso Portiolli e arrumei muitas amizades virtuais (eu bato papo pelo meu computador, o meu correio eletronico é demais) e ali comecei a acompanhar desenhistas e a grande maioria deles super gay, lgbt+, por algum motivo todo o artista que eu seguia era LGBT+, e isso fez eu confrontar minha homofobia. Assim se foi até 2019 em que comecei a ter dúvidas sobre minha sexuali- EU SOU BI TAOK? Acho que geral percebeu que essa sua tipica história de sair do armario, tá meio óbvio já, mas continuando, me abri com meu amigo como sempre, mas depois de certas desavenças decidi não me indentificar como Bi até meus 21 por que eu achava que era muito cedo pra admitir algo desse peso e de que minha mentalidade podia fácil mudar.
1 ano depois
2020, corona e os caralho, auto estima fodida de novo, por que? além de corona, meus sentimentos por caras não sumiam nem com benza de santo, quanto mais eu reprimia mais meu ser queria atarracar num pau e nunca mais sair enquanto chupava uma vagina e agir como uma vadia cheio de tesão (muito explicito?), nesse meio tempo comecei a perceber que eu não estava feliz com meu cabelo, esses meses vem sendo de muita reflexão pra mim, comecei a revisar vários de meus erros e questões internas e essas duas se destacaram, uma eu estava conversando com meu amigo Marcos sobre como esses sentimentos não sumiam, e depois de um tempo nessa conversa eu percebi algo "tudo pode mudar, mas por agora... eu sou bisexual" isso foi catartico pra mim, eu me senti leve quando me assumi de vez, eu enfim me sinto bem sobre minha sexualidade, caralho, eu tô feliz, mas bem meses depois eu decidi "FODAS meu cabelo vai ficar grande e vou fazer um puta black bolado" e assim vem sendo, óbvio que nem tudo são flores, ainda tô aprendendo sobre cabelos, ando consultando minha irmã que vem me dando uma experiencia e minha mãe quase toda vez que vê ele faz uma reclamação ou piada diferente mas acho que posso lidar melhor com isso.
Depois de uns meses incontente com meu cabelo eu adquiri mais experiencia e consegui deixar ele 96% do jeito que eu queria, uma noite eu consegui deixar ele redondo e belo como eu assim queria e eu tinha ido a padaria comprar um bom pão sovado e estava ventando naquela hora, eu parei por uns segundos e senti o vento e ali percebi, eu estou quase 100% satisfeito com quem sou, feliz, alegre, me sentindo poderoso, só por que esse puta peso saiu de mim, ando aprendendo mais, e me sentindo feliz num ano tão caótico.
Podem tirar a lição que quiserem desse E N O R M O U S post, eu queria me abrir aqui e tô feliz, ainda tenho problemas comigo mas com isso tudo me sinto mais otimista em resolver eles com alegria, eu vi um musical chamado Avenida Q e sua música final falava de como tudo ruim na vida vai passar (É um musical de comédia acida sobre vida adulta) nós podemos estar perdidos ou com dúvida agora, mas tudo vai passar, sexo, Bolsonaro, covid, dor, sofrimento tudo vai passar, só quero terminar esse post com essas duas citações.
"Aí, maloqueiro! Aí, maloqueira! Levanta essa cabeça (Vem) Enxuga essas lágrimas, certo? (É você memo) Respira fundo e volta a correr (Vai) 'Cê vai sair dessa prisão (Aham) 'Cê vai atrás desse diploma com a fúria da beleza do sol, entendeu? (É isso) Faz isso por nós, faz essa por nós (Vai) Te vejo no pódio" - Emicida (AmarElo)
"Everything in life is only for now" - Robert Loper & Jeff Marx (Avenue Q)
Obrigado por ler esse post enorme. Te amo ❤💖
submitted by asdesventurasdodee to desabafos [link] [comments]


2020.12.01 03:19 Electronic_Address Botando vírgula onde era pra ser ponto final.

Nós dois ficamos prolongando isso tempo de mais. Foi bom se reencontrar e tudo mais, mas acho que nós dois percebemos que isso precisa acabar.
Nós adiamos de mais nossa despedida mas isso não tá fazendo bem pra nós 2. Tu também sabe que tá na hora de isso tudo acabar, nós não temos mais nada o que conversar um com o outro, não conseguimos mas nem encontrar assunto.
Tá na hora de parar de forçar conversas entre nós dois, acho que a vida quer assim mesmo. Vale lembrar que nada vai ser que nem da primeira vez.
Não me entenda mal, eu te amo e não queria isso mas tu também já deve ter percebido que não dá mais.
Eu não vou simplesmente cortar nossa relação abruptamente por que acho que a vida vai fazer isso de forma mais suave.
Você vai ficar bem sem mim, talvez no futuro nem sinta minha falta mais. Eu também vou ficar bem sem ti, fica tranquila, mas vou lembrar pra sempre com muito carinho, mas sem tristeza, só com alegria por ter te conhecido.
A vida é assim mesmo, ela vai colocar um ponto final nos nossos textos que se entrelaçam e vai se encarregar de virar a página pra nós. Nós somos apenas uns capítulos no grande livro que vai ser a história de nossas vidas.
submitted by Electronic_Address to desabafos [link] [comments]


2020.11.27 01:31 frustratedwriter15 Esse é o começo de um livro que estou escrevendo. Ele se chama "A menina que queria comer o mundo"

Parte 1: Sobre novos começos. A menina que queria comer o mundo Eu tenho um sonho recorrente, onde eu estou de frente ao oceano, as ondas batendo no meu tornozelo como uma gelada lembrança de que eu estou caindo aos pedaços e assim como o vento, eu desapareço. Me faço ar e água, eu viajo a mundos desconhecidos que são feitos de sussurros e histórias não terminadas que foram engolidas pela minha forma. Nesse sonho eu não sou feita de pedaços quebrados, eu não sou feita de beleza invisível, eu não sou feita de lágrimas derramadas em vão ou gritos ao silêncio. Eu sou de água e ar, eu mudo conforme necessário, eu sou amada incondicionalmente. Nesse sonho eu não existo. Mas então eu acordo, e estou de volta na minha cama e sentindo o sol esquentar o meu rosto, lembro o que realmente é real. Esses são os meus dias mais difíceis, na escola nada parece certo, eu fico com aquele sentimento no coração que é pesado demais pra carregar e difícil demais para explicar, são nesses dias que meus ombros abaixam e minha cabeça fica presa entre o real e o imaginário. Às vezes eu me pergunto se eu vou conseguir chegar até o dia seguinte, afinal como eu vou continuar sabendo que sou de carne e osso e existem limites para o meu ser? Eu não posso fugir, então fico presa nesse pequeno corpo que pouco significa comparado a grandeza de tudo e eu, continuo. A escola pode ser considerada um local de sentimentos mistos, lá eu consigo me superar e sinto que prenchoo um pequeno vazio de tudo o que falta em mim, mas também é lá onde ponho todo meu esforço para ser engraçada, ser compreendida e amada, é como uma constante prova onde eu tenho que passar e ganhar o respeito de todos, apesar disso eu ainda me sinto invisível. Sou um daqueles fantasmas de filme, posso ser sentida um toque ali, uma risada aqui, no entanto ninguém me enxerga, consigo ver atrás das risadas e das conversas animadas. Consigo sentir as pessoas se perguntando de onde ela surgiu? Eu continuo apesar de tudo. Eu então me refugio no meu quarto, entro no começo da noite e só saio quando o mundo fica quieto. Esse horário é perigoso, a quietude e a solidão te dão uma segurança falsa, elas contam mentiras de liberdade e falta de consequências. Esse é o momento em que eu ataco, de repente me vejo sem controle do que eu penso, sinto ou faço. Eu começo a comer, não importa o que, são poucos minutos em que o mundo me traz prazer e felicidade. Sou inundada por gostos e cheiros que me preenchem, cada lugar onde um dia foi vazio é preenchido por um sabor diferente.Salgado, azedo, doce, amargo não me faz diferença, contanto que sirva o seu propósito. Aos poucos volto a me sentir cheia até a respiração ficar difícil, e o meu corpo se sentir grande demais, assim faço o meu caminho de volta ao quarto e lá me faço a vítima de tudo o que eu acabei de fazer, e de tudo o que já fizeram comigo. Enquanto a culpa desce sobre mim eu vou adormecendo, deixando a dor se ajustar ao meu corpo, dominando tudo. Eu chamo isso de ciclo, estou presa nele, sobrevivo por causa dele, estou viva por ele e eu não sei como quebrá-lo, consigo o enganar fugir por algumas semanas, meses às vezes, mas ele sempre me acha e me traz de volta. Poucas pessoas sabem sobre ele, minha mãe foi a primeira a notar, no começo eu não quis acreditar. Afinal, como eu poderia estar me sabotando? No entanto, quanto mais as palavras ecoavam na minha cabeça, mais sentido fazia não apenas o que ela me disse, mas a minha vida inteira. Quando entendi o que ela me disse, entendi os vazios. Parecia que minha vida toda tinha sido finalmente posta em uma luz fria. No dia seguinte, a tarde fui a aula de pintura e contei pra uma pessoa, minha amiga Maria. A partir daquele momento ela passou a guardar meu segredo mais precioso, a razão da minha derrota. Não contei pra Maria sem motivo, para entender o meu porquê, você precisa entender ela. Maria é uma daquelas pessoas que emana luz e cheira a campos de flores em dias ensolarados, ela vê algo mais profundo e de alguma forma entende. Você não quer ser apenas conhecida por ela, quer ser enxergada por ela e, eu, fui. Ela viu por trás do esforço e das falsas personalidades, ela enxergou minha essência, o que quer que ela seja. Eu decidi a fazer minha confidente, guardei todos os seus segredos e ela os meus. Dessa forma, quando eu a contei sobre o ciclo e os vazios, ela não sentiu pena, não me perguntou se eu precisava ser ajudada. Não, ela compreendeu o que representava e o que significava. Acho que esse foi o primeiro dia em que eu estava completamente presente, eu não era um espírito observando todos e tentando agir de maneira certa, não, naquele dia eu existi. Pela manhã o dia não se misturava em fragmentos e borrões, eu conseguia ver os acontecimentos claramente. Ainda sim, no café o nevoeiro havia voltado, mas naquela manhã eu não me importei, porque agora eu tinha uma memória para guardar e não importava o quão escuro ficasse nada poderia tirá-la de mim. O dia seguiu normal, os momentos e as pessoas voando por mim, todas com um propósito, com um lugar para ir. Quando eu cheguei em casa, o vazio me invadiu, a noite e a sua solidão tomaram conta de novo, era como um tsunami que recuava ocasionalmente, mas sempre voltava com o dobro de força. Me arrastei até o quarto, deitei e fechei meus olhos e por uma hora imaginei praias brancas com as ondas indo e voltando, imaginei o ar da montanha batendo na minha cara e grandes florestas me rodeando, imaginei um campo florido com uma brisa leve me abraçando, imaginei um lago fundo e gelado, imaginei ser feliz e quando eu não consegui mais imaginar eu fui pra cozinha. Apesar de ter sido a primeira a notar, minha mãe nem imagina que eu ainda estou presa no ciclo, com muito esforço eu convenci ela de que eu melhorei. Meu último desejo era preocupar ela. Nós vivíamos sozinhas, meu pai desapareceu quando eu ainda era pequena e desde então a casa ficou vazia e o escritório foi ocupado por várias noites em claro. Meu pior dia foi uma noite fria de julho, a casa vazia fazia o meu coração arder e como uma tempestade de verão eu fui arrastada até a cozinha. Quando cheguei lá não consegui parar, eu estava no olho do furacão e assim eu comi, e comi e até os meus olhos arderem como o meu coração, e minha respiração ficar fraca eu não parei de comer. Eu acordei na minha cama no dia seguinte. Minha mãe já trabalhava na cadeira do meu quarto, e assim que percebeu que eu estava acordada ela apertou minha mão e me deu um olhar de pena. Eu nunca me senti tão inferior e envergonhada como naquele dia. As aulas de arte eram a minha salvação, meu porto seguro. Por arte você não precisa descrever sua dor, não precisa explicar, a dor só precisa ser sentida. O pincel passou a contar meus segredos, ele coloriu minhas cicatrizes e enfeitou a névoa. A arte era única parte minha, que não havia sido tocada pelo ciclo ou pela dor, ela era meu pequeno presente e eu a guardava com todo o meu ser. Como você já deve ter reparado, Maria é minha única amiga. E eu não digo isso para ser engraçada, apenas conto a verdade. Eu já estava acostumada e por mim nada precisava mudar. Quando uma das meninas se aproximou de mim na escola, eu não dei muita importância, eu não sou uma pessoa falante e em pouco tempo ela desistiria de mim. Mas recreios viraram almoços, e almoços viraram tardes na companhia dela. Por algum motivo ela não necessitava que eu conversasse, ela fazia isso por mim. O nome dela era Esther, de acordo com o que eu conseguia ouvir ela viraria uma arquiteta e pretendia fazer a casa de várias celebridades. Esther virou uma constante na minha vida. Quando eu fui parar no hospital, minha mãe e Maria já não estavam mais na companhia uma da outra, Esther estava lá e iluminava o quarto com suas conversas animadas e gargalhadas feitas de música. Esther tinha uma vida, um namorado e dois pais, ela morava perto da escola e pretendia se mudar quando se formasse. De acordo com ela eu tinha muita sorte de ser acolhida por ela. Eu não discordava, eu realmente tinha sorte. Esther era como um anjo caído do céu, a sua pele é da cor da noite e brilha quando o sol bate nela, os seus cabelos são grandes e cacheados e ela ama por ele em penteados. Ela ama abraços e consegue me deixar sem graça toda vez que me beija na bochecha para me dar tchau, eu não sou boa em demonstrar amor. Você deve estar se perguntando qual é o meu nome, ele é estranho, mas minha mãe o ama porque ele significa divina e pra ela eu sou completamente divina. Meu nome é Diana, ele não combina comigo, mas eu gosto de imaginar que em outra vida eu realmente fui divina. É tão estranho como pequenas coisas fazem diferença na nossa vida. Um sanduíche a mais, domingos sonolentos e ensolarados, uma amiga a mais, um beijo. No dia 15 de abril meu mundo brilhou, uma coisa dentro do meu coração foi acordada, algo que eu não sentia há muito tempo. Nesse dia, eu e Maria fomos visitar Esther, era aniversário dela e a ideia de festa dela era nós duas e seu namorado. Maria gosta de ser pontual, então chegamos 10 minutos mais cedo, ela segurava uma bandeja cheia de biscoitos e eu segurava a pintura que eu havia feito pra ela de presente, ela merecia, 17 não é uma idade fácil de chegar. A casa de Esther não era muito grande, mas também não era pequena, ela tinha um quintal e até o ar parecia diferente aqui, como em um filme. Andar pela casa dela era como ver o que sua vida deveria ser, a casa dela parecia ser tirado de um poster do prédio do serviço social. Quando entramos no quarto dela a felicidade se foi, eu nunca me senti tão desconfortável como quando vi Esther chorando. Enquanto eu entendia o que estava acontecendo, uma raiva também descia sobre mim, porque ninguém jamais deveria machucar Esther. Após alguns copos de água, finalmente conseguimos descobrir que seu término era o motivo do choro. Ele tinha arranjado uma menina melhor, de acordo com ela e ele tinha decidido que hoje era o dia ideal para contar-lá. Eu não me lembro de muito depois disso, os sons e as vozes viraram um só. Tudo o que eu conseguia ouvir era minha raiva, eu me sentia um vulcão prestes a explodir, como alguém ousava machuca-lá? Por que as pessoas eram tão cruéis? O que eu, ou Maria ou Esther havíamos feito para merecer tanta merda? A raiva borbulhava por baixo da minha pele e eu precisava socar alguém. Aos poucos decidi que eu não tinha força suficiente para socar alguém, invés disso pela primeira vez em meses eu decidi falar. - M...Man..Manda ele sse fuder. Foi a primeira vez que falei na frente de Esther, ela me olhava com os olhos arregalados, enquanto Maria colocava o copo de água no criado-mudo. -Você fala! Eu estava prestes a começar aula de sinais - ela falou com um sorriso no rosto, enquanto me encarava, eu apenas acenei com cabeça e soltei uma risada baixa. Eu nunca tinha passado um dia como aquele, só nós três comendo besteira sem culpa, elas conversando enquanto eu observava e ria eventualmente. Nesse dia eu descobri o que era felicidade. A noite veio rapidamente, e levou Maria com ela para sua casa, no entanto eu decidi segurar aquele sentimento e dormir na casa de Esther. Eu estava com medo, as noites não eram meus momentos mais fáceis, ainda sim eu queria pelo menos uma vez na minha vida falar que eu fui verdadeiramente feliz. Nós comemos e assistimos um filme, e por fim Esther quis ir até o seu quintal. Enquanto observamos o céu, uma tristeza desceu sobre mim, não era a tristeza que eu estava acostumada, mas sim uma saudade antecipada do sentimento que preenchia meu coração, eu queria poder congelar esse momento, mas ele escorregava aos poucos pelos os meus dedos. - Eu sei que minha vida parece perfeita, mas às vezes eu me pergunto se eu mereço isso, sabe? Eu nem sei se eu sou uma boa pessoa, alguém me ama? - Isso me pegou de surpresa, porque pra mim não existia uma versão dela que não fosse amável, para mim ela era tudo que existia de amável no mundo. - Eu te amo - eu sussurrei e peguei sua mão na minha, enquanto as palavras caíam sobre ela, eu decidi que era amar ela o que me fazia uma pouco mais próxima da luz. Se ela era tudo de amável no mundo e se eu era a única que a amava, então eu também era mesmo que só um pouco. Certos momentos ficam marcados na sua memória, eles não sempre fazem sentido, mas são esses pequenos momentos que te trazem de volta, quando o oceano tenta te puxar e te afundar, essa noite foi um desses momentos. Nada grande aconteceu, nada especial, eu não virei uma pessoa diferente, ainda sim eu nunca esqueceria o cheiro de grama molhado e calor dos dedos dela entre os meus, se isso era felicidade eu nunca mais queria largar-lá.
aqui vc encontra tudo que eu já escrevi, até agora
submitted by frustratedwriter15 to EscritoresBrasil [link] [comments]


2020.11.25 08:45 dante-com-ph Chega.

Quer saber de uma coisa? Chega disso porra Olha pra mim, sabe o que você tá vendo? Um ser humano, eu tenho raiva dentro de mim, eu tenho o direito de mandar isso pra fora, eu tô vivo nessa merda, eu sou um animal também, eu tô respirando, eu existo
Eu tenho raiva de você, raiva pra caralho, você me enoja, se a gente tivesse em um mundo distopico em que não existem mais leis eu marcaria uma porradaria violenta com você sem pensar duas vezes
Eu tenho raiva, raiva de você pelo seu jeito que me enoja tanto, raiva de você ter superado, de ter ido embora e eu ter ficado
Eu fiquei nessa porra, eu tô nessa merda a anos
Você seguiu, você se conheceu melhor, você teve novas experiências, você teve novos relacionamentos
EU FIQUEI PORRA
EU TÔ EXATAMENTE NAQUELE MESMO ESTADO DEPLORÁVEL QUE VOCÊ ME VIU A ANOS
ANOS
EU FIQUEI PRA TRÁS
Eu não dei um passo se quer
Eu não tive um minuto de paz nessa porra, eu tive pesadelos com você todas as noites
Eu vomito de pânico toda vez que alho me faz ter lembranças do que aconteceu
Aquela última noite, um dia depois eu tive um ataque de pânico e em seguida uma parada cardíaca por ter ficado dias sem dormir e em exaustão, meu coração começou a parar e eu virei a madrugada indo de pronto socorro em pronto socorro, eu não durmo bem desde esse dia porra
Eu fiquei completamente destruído, eu fiquei pra trás
E desde então eu venho guardando toda essa mágoa, todo esse rancor sem por pra fora
Você teve sua chance, você me falou na cara tudo oq tinha guardado
Mas eu não consegui fazer isso, eu tive medo, não quis ferir, me senti submisso, tive medo
Mas medo é o caralho porra, eu não sou um submisso, eu não sou porra nenhuma dessas coisas
Eu sou um ser humano também
Eu choro
Eu sofro
Eu ERRO
EU MACHUCO
EU SOU MACHUCADO
EU AMO
EU SINTO RAIVA
EU SINTO RAIVA PRA CARALHO
EU SINTO MUITA RAIVA DE VOCÊ
VOCÊ ME DA NOJO
SEU MONSTRO NOJENTO
OTÁRIA
..
e não tem nada de errado em falar isso, isso é humano, isso é emoção, é isso que me faz estar vivo, é isso que te faz estar viva
Eu não tenho mais nada a guardar
Eu estou aberto
Esse sou eu
Sim
Infantil
Imaturo
Explosivo
Esquentado
Esse sou eu
Animal,
Mamífero,
Primata,
Macaco
........
...humano.
Esse sou eu.
Humano.
(Me sinto livre agora )
submitted by dante-com-ph to desabafos [link] [comments]


2020.11.21 06:27 boxesroll Por que insiste quando sabe que nada será como antes?

Você voltou e logo as lágrimas que secaram voltaram a cair. Fiquei feliz por te-lo novamente como uma notificação e triste por desenterrar um amor que só floresceu em mim. Eu não sei o que você e está fazendo aqui quando claramente não estamos mais na mesma vibe. E tudo que você um dia abominou, prática comigo. Você quer pagar de desapegado, o cara que supera tudo muito rápido e parte pra outra, o cara que sempre age do jeito certo... Tudo bem. Quando me perguntarem direi que fostes um bom rapaz. Não precisa insistir na nossa "amizade" como se me devesse alguma coisa. Nunca senti por ninguém o que sinto por você. Somos dois extremos; céu e inferno. Sempre achei que tínhamos uma sintonia maravilhosa por isso nos tornamos melhores amigose e depois namorados. Eu não consigo confiar em você, não confiava antes e confio menos agora. Você nunca se mostrou tão volátil. Mas eu já disse que não vou embora de novo.
Poxa... 3 vezes. Já posso pedir música no fantástico. Você também disse que quer ficar mas se for para ficar assim, prefiro que vá. Eu ainda te amo muito e você sabe disso. Se superar for esquecer completamente tudo e fingir que nada existiu, me desculpe mas não vou superar. Eu estava enterrando esse amor, ele tava ficando de lado, pequenininho até você ressurgir banhado no teu egoismo.
Poxa, pedi tanto pra você me deixar. Pedi tanto para não voltar nunca mais e isso era tudo que você precisava fazer. Isso só mostra que você realmente não gostava de mim. Eu digo que fui embora te amando e como você não sentia o mesmo, pedi para não mais voltar. Como você pôde ser tão egoísta? Eu criei um homem na minha imaginação com os teus moldes. Na realidade, você nunca foi esse homem. Estou completamente vendada. Não sei o que fazer e não queria ter o que fazer quando parece que só eu tomo decisões. Às vezes gostaria de nunca te-lo conhecido. Mesmo te amando estava seguindo em frente, conhecendo gente nova e bacana. Eu dizia a mim mesma que se fosse para você voltar que voltasse para colocar um sorriso no meu rosto e não me fazer passar noites em claro tentando me esvair de você. E se eu estou tão chata como você mesmo já disse várias vezes, pq vc simplesmente não vai embora? Você não é obrigado a me aturar e nem eu a te aturar quando digo que sou o teu reflexo em se tratando de comportamento. Você tá de mostrando um cara comoletamente escroto e me fazendo pensar em como pude gostar de você.
Por que você voltou? Por que esta aqui quando parece não querer estar? Você não me deve nada. Absolutsmente nada. Eu estava disposta a não voltar nunca mais e o mínimo que eu esperava de você era o mesmo. Que droga! Eu te amo tanto e não consigo fingir que nao. Eu quero o seu bem mesmo você não querendo o meu. Nossa última conversa ontem me deixou em estado de alerta e um tanto decepcionada. Não sei se cabe uma conversa pessoalmente. Eu só quero um poucos de paz de você.
submitted by boxesroll to desabafos [link] [comments]


2020.11.15 14:50 The-thief-of-breath M&M-Espaguete da mãe

olhe..se tu tivesse..espaguete da mãe?
Iria capturar ou deixar escorregar?
yo..
As palmas espaguete, joelho fracote, braços espaguete
tem vômito no dele suador, macarrão, macarrão da mãe
ele nervoso, mas no superficie, ele tá calmo espaguete, para jogar bomba
só que ele continua no espaguete, o que ele escreveu baixo
os telespectadores vai espaguete
ele abre o boqueirão, mas espaguete não sai não
ele tá engasagano como, todo mundo tá piadano agora
espaguete corre fora, tempo cima, acabou, blau
estala de volta para espaguete, oh, ai vai espaguete
oh, ai vai espaguete, blau
ele tá tão biruta, mas ele não vai dar cima espaguete, não
ele não vai ter, ele sabe ele fica esquecendo
que miojo da mãe é narcótico
ele sabe disso, mas ele tá quebrado
ele tá tão estacional, ele sabe
quando ele voltar de volta ao dele massa da mãe
isso é quando..Volta até o labo, yo
todo esse espaguete
ele melhor vai capturar espaguete e esperança não passe ele
você melhor:se perda na espaguete-mãe, tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em um vida tempo, yo você melhor:se perda na espaguete-mãe, tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em um vida tempo, yo
a alma escapando, pelo buraco que tá escancarado
mãe miojo é meu pela pegagem
a alma escapando, pelo abismo que escancarado
mãe miojo é meu pela pegagem
me faz espaguete, enquanto a gente na frente da novo ordem mundo
um suador comum é chato, mas miojo da genetriz é perto ao poste da morte
isso só cresce mais duro, espaguete cresce quente
ele vomita tudo fim, espaguete tá tudo nele
costa na costa mostra, ele mama a própria filha...
ele só cresce duro, somente cresce quente
ele vai casa e quase nem conhece o seu própria progenitora macarrão
tem vômito na tua massa genitora..
suas enxada não quer ele mais, ele tá frio espaguete
eles moveram pro próximo pateta que flui, man
ele sabe, seu palmos suado, ou, ele tá fleumático e preparado, ou
e desdobra-se eu suposto é velho espaguete
mastigado cima e cuspido fora, ele tá engasgano agora
você melhor:se perda na massa da geradora , tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em uma temporarialmente vida, yo
você melhor:se perda na massa da fêmea que cuidou de você desde pequeno, tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em uma vivência temporaria, yo
não mais jogos, irei metamorfosear o que tu batiza de espaguete
rranco essa mãefodedora teto, como duas massas de geradoras de bebês
eu tava brincando no começo, hamood mudou
espaguete, mastigado cima e cuspido fora e tem vômito no dele suador
mas eu guardei mastigação e pisei certo na proxima cifra
segura o nariz, que aqui vai a droga da fralda
vômito amplificado pelo fato de que aquilo continua esquecendo de procriar espaguete
e eu não consigo provindenciar o tipo correto de espaguetes para meus decendentes
PORQUE MANO, essas drogasdeuses comida estampas não compram massa
e é não é filme, tem não talherim de mãe, essa é vida minha
e essa palmeiras estão tão suadas, e eu to tão ereto
meus sementes caindo to buraco que tá escancarado
pegado cima entre ser um progenitor masculino e o primo da dona
bebê vômito no dele suador já
mãe linguine
ele é brabo, blau, outro monotono dia
me levou ao ponto de eu sou tipo uma parente feminina que cuida do bebê
eu tenho que manifestar espaguete ou entro na jaula ou levo baleado
espaguete é minha única mãefodendo opção, vômito né não
parente feminina que me cuida, te amo, mas o vômito vai
-onomatopeia-
então aqui irá meu tiroteio
esse talvez esse será ultimo sopa de letrinhas da mãe
você melhor:se perda no lámen da milf, tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em uma vivência temporaria, yo
você melhor:se perda na macarronada da progenitora , tá pronto
você melhor não nunca deixar ir
você só ganha um espaguete, não perda sua opção de mamar
porquê espaguete vem em uma vivência temporaria, yo você melhor!-
...
Massa cortada em linhas cozida com temperos e extrato de tomate feita pela sua mãe
..
Tu lata tudo, mano.
submitted by The-thief-of-breath to Copicola [link] [comments]


2020.11.10 19:38 POL4RGTS uma menina disse que estava apaixonada por mim

estou repostando, aparentemente não posso dizer as idades
olá, isso aconteceu em novembro... (vou copiar as mensagens e colar aqui)
recebi uma mensagem de uma menina, nela dizia mais ou menos isso “a maria (nome fictício) gosta muito de você”. fiquei surpreso e não acreditei muito, fiquei conversando com ela sobre isso e fui tentar entender.
mandei mensagem para a maria (conversamos um pouco a muito tempo atrás, nada de mais) e mandei o print que a amiga dela tinha me mandado, ela mandou “👉🏻👈🏻” so isso, pedi para ela me explicar, “então, O que os olhos vêem coração sente”. (fiquei tipo??????)
no dia seguinte ela mandou “Eu realmente te amo, mas ok se você não sente nada”. mandei um bom dia e perguntei como ela tinha tanta certeza, a final não tínhamos conversado muito, “Não sei comecei a gostar de tu, Eu sei que a gente converso pouco, mas tu foi muito simpatico comigo” falei que não tinha sentido, e que estava meio bugado.
no mesmo dia conversamos mais um pouco e ela diz “Ninguem mando ser bonitu”, então eu disse “não sou bonitu, e se fosse você só estaria apaixonada pela minha “beleza”, não pela minha personalidade”.
então ela disse que a amiga dela me “aprovou” e que iria fazer de tudo para ficarmos juntos, eu disse que moramos em estados diferentes, e que ela só tem tantos anos (eu tenho tantos anos ), tentei explicar que não iria dar certo, fazendo de tudo para não magoá-la. ela disse que eu “prestava”, perguntei como ela sabe, ela respondeu “Status, Você gosta de gatos, Se gosta de gatos, eu tenho 5 miau miaus”, ( meio sem sentido)
pedi desculpas e disse que não iria dar certo porque sou muito mais velho e moramos em estados diferentes.
fiquei conversando com ela depois disso, a final não queria deixar ela “sofrendo” calada, então conversei normalmente. fui parando de mandar mensagens, porque não queria iludir e nem magoar ela, deixei bem claro que não acredito em relacionamento à distância, falei que ela é incrível, linda, fofa e que vai achar alguém bem melhor que eu, e que mora perto dela, é tudo uma questão de tempo.
ela sumia e mandava mensagens do nada, respondia normal e ela nunca prosseguia a conversa.
se passou um bom tempo e recebo uma solicitação de amizade dela, aceitei e no dia seguinte mandei mensagem, pensei que ela não tinha me esquecido e não queria fazer ela sofrer. conversamos normal nesse dia, no dia seguinte ninguém mandou mensagem, e ela sumia e mandava mensagem do nada, respondia normal mas não prolongava a conversa.
se passou um bom tempo que ficamos sem conversar, ontem perguntei a ela se o suposto sentimento tinha acabado, ela disse que sim. então apaguei o número dela e exclui ela do facebook, porque se ela já me “amou” seria ruim ficar vendo coisas minhas na internet.
tentei resumir o máximo possível
e é isso, ficou muito confuso né? kkkk
menor ki treix <3
submitted by POL4RGTS to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 04:20 Hermesvvvv Eu ainda te amo

Eu ainda te amo, por mais que isso doa em mim, eu ainda te amo e não posso negar isso que acontece. Eu sei que teve um motivo, entre todos esses que você me apresentou antes de ir, mas é difícil, foi muito forte o que tivemos, eu ainda estou digerindo por mais que tenha sido há meses. Eu sei que um dia vai encontrar alguém que vai te fazer feliz, mas espero que me dê a oportunidade de tentar te conquistar e entrar no seu coração. Parece clichê, mas eu entendo que amar é ver o outro feliz, amar é deixar ir quando necessário, amar é prometer coisas que são impossíveis de cumprir, mas não custa tentar (Eu prometi te fazer feliz, eu vou fazer o máximo pra cumprir). A única coisa que quero é te ver feliz, mas eu sinto uma dor muito forte no peito por te ver cada vez mais distante, de conversas que duravam o dia todo, hoje me resta a migalha de te mandar mensagem e esperar uma mensagem, mesmo que às vezes eu não a receba. Eu ainda tenho insegurança de te mandar mensagem e parecer chato, e eu entendo que é ocupado, não tem a obrigação de me responder. Eu espero que quando eu te encontrar, eu consiga tirar vários sorrisos do seu rosto, espero poder ir no mercado de pijama, como prometemos kkkkkkk, espero ir no shopping e fazer bobagem pra te ver sorrir, espero ir no cinema num filme de terror e te ver levar sustos bobos (eu sei que você vai levar kkkkkk nem que eu precise gritar no meio da sala pra você pular da cadeira). Você não sabe, mas estou planejando me mudar pra sua cidade, aí vou ter oportunidades incríveis, e vou ficar perto de quem eu amo. A única coisa que eu posso fazer é te agradecer por ser você, tenho muito orgulho mesmo, espero que consiga conquistar não só o mundo, mas a galáxia inteira. Espero que tu consiga abrir a sua empresa, terminar seus projetos, ser uma pessoa cada vez mais confiante de que está no caminho certo, e se estiver em dúvida, eu sei que você vai conseguir entrar numa passagem e vai conseguir superar. Eu deveria te deixar pra trás? Talvez, mas como eu disse lá encima, eu ainda te amo, e quero ter você por perto, nem que seja como amigo. Obrigado.
submitted by Hermesvvvv to desabafos [link] [comments]


2020.11.05 03:45 Fiorajj PRECISAMOS SALVAR O GENSHIN! (DESABAFO) LEIA ATÉ O FIM!!!

Olá, você provavelmente não me conhece, nunca usei o reddit, costumo usar bastante a Twitch. Meu jogo principal é o League of Legends, sou Mestre lá, jogo há 8 anos. Como muitos que vieram para o Genshin de lá ou de outros jogos, estava em busca de paz. Precisava de um jogo que eu conseguisse sair desse ambiente hostil e competitivo que domina os jogos atualmente, causando estresse e ódio. Eu queria diversão, fazer amizades, fazer parte de uma comunidade, poder conversar sobre o jogo e descobrir coisas novas, explorar um mundo novo. Eu estava passando por um momento difícil, que não enxergava mais motivo pra existir, com toda essa situação com a pandemia e problemas pessoais, eu implorava por algo que me fizesse querer acordar e sair da cama. Pois então chegou o Genshin na minha vida. Como eu poderia descrever esse jogo? Usam muitas palavras por aí, concordo com algumas, Obra de Arte? Incrível? Cativante? sim, o jogo é tudo isso, mas é muito mais, esse jogo veio pra provar uma coisa, e eu vou falar mais pra frente. Vamos então focar no assunto principal que veio me fazer escrever esse texto como forma de desabafo, pois não aguentava mais esse sentimento dentro de mim.
GENSHIN IMPACT ESTÁ REALMENTE BOM?
Vamos lá, todos nós temos que concordar que a proposta do jogo é incrível, a história é cativante, o mundo é super legal, as mecânicas são extremamente interessantes, os baús, os mobs, os boss, o mundo em si, o sistema de elementos, tudo isso nos faz querer jogar por horas e horas todos os dias desde que o jogo lançou, e estamos viciados, eu inclusive teve um dia que joguei 25 horas seguidas. Viciados a ponto de querer gastar nesse jogo, que a princípio é free, afinal ninguém é obrigado a botar dinheiro, certo? então... aqui temos um ponto. Pra quem está jogando Genshin, sabe que passando do Rank de Aventura (AR) 30+, o jogo se torna meio repetitivo e frustrante. Pois nós queremos logar e jogar por horas e horas, evoluir nossos equipamentos, personagens, queremos explorar o mundo e ter desafios, nos juntar com nossos amigos e fazer o que quisermos. Aí que está o problema. Depois do fim das quests, do fim dos baús do mapa, e do uso da resina diária, NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NADA PRA FAZER. Vamos falar de números, pra quem acha que o jogo é justo? Vamos.
XP. Fiz um cálculo bem simples de quanto de XP precisa pra upar um nível de um personagem 70+.
XP Necessário do nível 70 ao 71 = 138175. Se você não tiver resina pra upar, você vai ter que matar mobs/boss no mapa. Cada boss/mob em média dá 35 de XP. 138175 dividido por 35 = 3.974... Supondo que o tempo entre teleportar, caminhar e matar cada mob em média demore em torno de 15 segundos. são 4 mobs por minuto. Ou seja, 35x4=140 de XP p/minuto. Se você jogar 10 horas no dia, serão 140x60=8400x10=84000. Não dá um nível no dia INTEIRO, sendo que tem o tempo de respawn, daria quase um mês pra upar UM NÍVEL.
Os baús. As recompensas são pequenas por achar um baú, tudo bem, o mapa é grande, tem vários... Mas e quando você acha todos, acabou? Pois é, não sabemos ao certo o respawn certo dos baús, não sabemos qual vai nascer, onde, com qual recompensa, então basicamente teríamos que ficar horas e horas por dia todos os dias do mês pra achar em média 15/30 baús contando que você já tenho achado a maioria. Então pra achar baús, basicamente não temos incentivo.
Artefatos. O jogo nos dá bastante artefatos, se você ficar horas e horas por dia matando boss, fazendo domínios, fazendo as rotas, etc. Com muita sorte você consegue artefatos bons, mas e se você quiser upar eles? Pois é... precisa de XP e MORA. Ou seja, você com muita sorte gastando muito tempo, esforço e resina, consegue um artefato bom, mesmo sem ter a chance de testar ou trocar se necessário, você sem conhecimento vasto do jogo começa a upar seu artefato. Pronto, você tem um personagem com artefatos medianos/bons. E agora? é, não tem mais mora. Se você quiser trocar de build ou upar mais personagens, vai precisar de uma quantidade COMPLETAMENTE ABSURDA de recursos, que o jogo NÃO TE PERMITE PEGAR. Então você fica preso com o mesmo personagem, com a mesma build, sem baús, sem resina, sem conteúdo no jogo pra fazer.
Resina. Gente, se você é f2p ou um cara que gasta o básico no jogo, NÃO É POSSÍVEL que você defenda o sistema de resinas atual. Não consigo acreditar que em sã conciência alguém ache normal você logar no jogo, jogar 30 minutos pra fazer 2 bosses semanais pra não ganhar absolutamente nada, ficar sem resina. Ou vamos lá, você precisa de mora ou XP, ou artefatos, você faz 5 ou 6 domínios que demoram no máximo do máximo 1 hora... e agora? ''ah eu tenho a benção, eu dou refill de resina.'' Pois então, mais uma hora de conteúdo, e agora?...
Gacha. Chegamos num ponto crucial aqui. Se você como eu nunca jogou um gacha, deve estar se acostumando com alguns fatos, vamos a eles:
- Um gacha não é feito pra você ter tudo.
- Você precisa saber administrar seus recursos.
- Se você quer, pague. Quer mais? pague mais.
Não estou aqui pra atacar o sistema de gacha, acho que o sistema de monetização do jogo é livre pra ser escolhido pelos desenvolvedores, não acho errado uma empresa querer lucrar.
Mas gente, não é possível, parem de jogar que nem uns cracudos e colocar dinheiro no jogo sem propósito pra receber migalhas, parem 5 minutos pra pensar aqui comigo e reflitam.
Você precisa de 80 tiros pra pegar um item 5 estrelas no banner. São mais de 500 reais na moeda do nosso país, é metade de um salário mínimo. Pare e pense, São poucas as pessoas que tem condições de ter um Celular bom, ou um Computador decente que rode Genshin, e dessas poucas pessoas, existem alguns mais privilegiados ainda, que gastam uma fortuna no jogo. Que imagem você acha que as empresas vão ter se, bom, um jogo bombou no nosso país, e as pessoas gastam um monte de dinheiro com preços abusivos, pq baixar? Essa discussão dos preços veio antes dessa mudança dos preços nos jogos em geral, que aumentou no Genshin também. Muita gente reclama da falta de conteúdo no jogo, mesmo quem quer gastar no jogo, mesmo até quem não reclama e gasta, não consegue atingir nada de mais. Eu não sou de família rica. Tenho uma condição baixa/média. Poderia colocar uma quantia baixa mensal num jogo, 20 reais, 30, 50... eu coloquei a benção por exemplo quando tava 18,90. Mas cara, você ter que gastar uma fortuna pra ter um personagem que você não vai conseguir nem upar direito, e mesmo que upe, não vai conseguir fazer nada no jogo, pois o jogo te prende, não deixa você evoluir. Se tivesse pacotes com preços acessíveis, se o jogo tivesse respawns nos bosses e nos baús de forma mais organizada, como por exemplo tivesse uma recompensa de 10 resinas se você conseguisse matar um boss sem perder vida, sei lá cara... pisos rotativos no abismo com recompensas variadas... rankings semanais... Respawns de baús mais organizados, que você pudesse ser mais recompensado por ficar horas procurando baús ou bosses no mapa, explorando, afinal essa é a graça do jogo. Imagina que louco, assim seria justo, quem joga mais, ganha mais recurso, e o jogo não fica desparelho, afinal quem joga 1 hora ou 2 horas por dia, que trabalha e tal, esse cara já tá satisfeito, ele não vai gastar dinheiro no jogo. Quem quer evoluir e gastar somos nós, que passamos 10, 15 horas por dia, e ainda queremos ficar mais. Eu fico no banho pensando em estratégias de farm ou pro abismo, builds, comps,me organizando, mas chega no jogo não posso por nada em prática, pq não tem resina. Aí vem o pessoal falar: "Ah mas o jogo não tem culpa que você rushou igual um cracudo, agora não tem conteúdo e fica reclamando." Esse argumento é falho. Eu jogo online desde 2006, jogo vídeo games desde minha infância, e eu NUNCA VI UM JOGO INCENTIVAR VOCÊ A DESLOGAR. Cara isso é totalmente inacreditável. Você loga num jogo por exemplo, o lol. Joga lá 30 minutos uma ranqueada, se estressa fica puto e quer sair do jogo. Você chega no Genshin, joga 10 horas sem o jogo te incentivar, e ainda quer ficar mais tempo. MAS CARA, ME ESCUTA, O JOGO NÃO DEIXA. O JOGO NÃO ME DEIXA JOGAR. EU QUERO JOGAR GENSHIN. EU AMO ESSE JOGO. ME ESCUTA, EU AMO ESSE JOGO, EU ADORO OS CRIADORES DE CONTEÚDO, ADORO A COMUNIDADE, ESSE JOGO ME FAZ FELIZ. MAS ELE NÃO ME DEIXA JOGAR. Não tenho o que fazer no jogo. Eu mostrei os argumentos, mostrei os números, e você ainda quer negar?
Enfim. Eu escrevi tudo isso pois amo esse jogo e quero a melhora, eu quero que a gente pare de aceitar as coisas, e tentemos mudá-las. Não sou a favor de boicote, ou de ficar baixando a nota do jogo na apple store ou coisa do tipo. Mas eu peço, por favor, se você gosta de jogar Genshin, vamos nos unir, vamos ajudar a construir um jogo decente, que agrade o jogador casual que loga 30 minutos por dia, e o cara que quer jogar 10 horas por dia e ter resina pra conseguir seus artefatos e upar seus personagens. Vamos buscar preços justos. Nós podemos. É possível. Não aceite injustiças. Se você não concorda com as reclamações, tudo bem, só não fique contra. Não atrapalhe quem quer melhorias. Mas se você aí que leu até o final, quer um jogo justo, um jogo que você possa destrutar de horas de gameplay sem ter que participar desses eventos ridículos, ter que fazer conquistas pra ganhar 5 gemas, ficar 5 horas procurando baú pra ganhar 2 gemas e um artefato 1 estrela. Você que quer essas melhorias, ESPALHE A PALAVRA. Espalhe esse post, fale sobre isso no feedback do jogo, fale com seus amigos, com sua comunidade, com seu criador de conteúdo favorito. Esse é meu desabafo. Espero que tenha tocado alguém, que alguém tenha se identificado. Espero também não ter ofendido ninguém. Só quero jogar Genshin e não receber migalhas por isso. Fiquem bem, paz, saúde e até mais!
OBS: Não parei ainda de jogar, mas se não houver mudanças irei, como muitos já estão parando, não pq o jogo é ruim, mas pq nos incentiva a isso.
submitted by Fiorajj to GenshinImpactBR [link] [comments]


2020.11.03 20:29 Thecryboy Esses dias tenho me sentido esquecido pela minha namorada.

Esses dias eu tenho ficado chateado com as atitudes da minha namorada, porque a gente está conversando e do nada ela para de conversar comigo pra conversar com outra pessoa, tipo não estou dizendo que ela não pode ter amigos, estou dizendo que ela literalmente me esquece totalmente quando está conversando com eles, parece que fingi que eu nem existo, e eu odeio essa sensação, e o problema é que quando converso com ela sobre isso ela fica toda brava, dizendo que eu não estou nem ai pra ela, dizendo que não pode nem mais ter amigos pra conversar, sendo que isso não é verdade, eu sempre digo que se não quer conversar comigo, diga vou conversar com tal, mas nem isso ela faz, parece que esses dias ela vem andado muito chateada comigo, mas sem motivo nenhum, até pensei em terminar por causa disso, porque está realmente levando pra um nível onde literalmente ela está conversando comigo, e quando o amigo dela está online ela manda mensagem pra ele e para totalmente de falar comigo, não sei o que eu faço, eu até tenho um pouco de receio de falar, a se você prefere conversar com ele namora com ele então e me esquece de vez, mas eu não quero perder ela, isso está levando em um nível onde eu não estou aguentando mais essa sensação, não sei se termino, não sei se converso, não sei oque fazer, tipo o nosso relacionamento é muito bom, muito bom mesmo a gente se entende completamente, quase não tem brigas somos totalmente abertos um para o outro, mas parece que esses dias ela realmente tem me esquecido, parece que ela só vem conversar comigo quando ela não tem ninguém pra conversar, literalmente eu sou a ultima opção, e esses dias quando as vezes me abro pra ela dizendo que hoje não estou muito bem, ela pergunta porque, ai eu digo o porque, e ela fala mds e vai conversar com os amigos dela, porra eu fico muito puto com isso, ela diz que eu que não ligo pra ela, sendo que é ela que não liga pra mim, isso aconteceu hoje mesmo ela mandou mds, ai eu mandei na lata perguntando se ela liga pros meus sentimentos, e ela disse que liga, só não da pra demonstrar, ai eu falei na minha cabeça karalho resolveu oque, ai depois ela que vem querendo controlar quem eu posso ser amigo ou não, dizendo a eu não gosto desse cara acho que ele que está te deixando triste, a esse cara ai e muito cuzão gosto dele não, ela nem conhece como que ela vai saber, ai ainda pelo menos manda a vou jogar com tal e nem me chama, ai depois de ter jogado manda a vou entrar só de noite, ai entra 1 hora da manhã, toda fofa se fazendo de coitada, conversa comigo por uns 30 minutos e fala que vai dormir, tipo se ela não está confortável namorando comigo se ela não quer mais, eu aceito só não gosto que fique me arrastando dizendo que me ama e que se importa comigo, sendo que quando tem esses tais amigos dela, ela me esquece me deixa no limbo, ai quando eu estou triste querendo que ela me console, ela diz a não sei nem como fazer isso, e me esquece e vai conversar com os amigos, tipo não creio que eu esteja sufocando ela, até porque sempre fui muito tranquilo enquanto a isso, sempre disse que se ela não quer conversar comigo na hora, não tem problema converse com quem você quiser, mas esses dias parece que ela tem realmente me esquecido e eu não gosto dessa sensação, é uma sensação horrível, e ainda vem dizendo a sua vida nem é tão difícil assim, sendo que ela não viveu na minha pele pra saber se realmente é difícil ou não, as vezes eu até tento me abrir, mas parece que ela não liga, e também ela diz que as vezes não se abre comigo, porque eu não vou ligar sendo que ela está totalmente enganada, não sei como prosseguir isso, acho que vou acabar e pronto, não quero ficar com alguém que nem ligar pros meus sentimentos liga, assim as vezes me da vontade até de chorar por causa disso, e eu sou muito difícil de chorar, odeio quando as pessoas me ignoram, principalmente quando é uma pessoa importante pra mim, que diz que me ama, que diz que se importa comigo, mas as vezes parece que ela não está nem ai pra mim, me trata como se eu fosse um qualquer, que ela conheceu agora, que não sabe nem o nome, e o pior eu pergunto eu sou oque você quer da sua vida, você perdeu o interesse em mim, e ela diz eu quero você sim pra minha vida, só acho que você que não sabe oque quer, eu não perdi o interesse em você, porra isso me fode, ela diz que eu que não sei oque quero, sendo que é ela que não sabe, e ainda me chama de hipócrita dizendo que a você faz as coisas que fala que são erradas, não se coloca no lugar dos outros, sendo que é ela que não se coloca, tipo isso acontece só quando a gente briga na maioria acho que 95% do tempo, é só alegria, é só paz, quando ela "tira um tempo" pra conversar comigo, a gente conversa muito sobre nossa relação, conversamos sobre planos, até planejamos em um dia termos filhos, uma casa própria, mas isso não vai acontecer se ela não quiser, eu as vezes quando ela quer brigar por motivo quase que nenhum, eu falo não vou brigar com você, se um não quer dois não brigam, ai ela vem a dois não brigam seu idiota, ai fica putinha e para de falar comigo, ai depois volta, a desculpa por ontem não vai acontecer mais, eu vou melhorar, só que para falar a verdade nunca senti que melhorou, nossa são muitos sentimentos pra um só texto meu deus, tipo eu amo minha namorada, e sei que ela me ama também mas as vezes sinto que não. Só mais um desabafo sobre a vida mesmo, quem não tem problemas que atire a primeira pedra não é mesmo.
submitted by Thecryboy to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 08:03 s0kora Apenas sentimentos


Sempre tão comportado, sempre tão amável, sempre mantendo as aparências, sempre rindo, sempre mostrando o meu lado mais forte, sempre tentando não odiar ninguém. Eu amo manter as aparências, a minha dignidade, o meu narcisismo, tento me mostrar o mais forte, a base mais sólida, mas não sou e nunca serei.
Hoje percebi que realmente eu quero casar, ter a maior festa da minha vida, não sei com quem será e muito menos quando, mas meu amor quando você ver o que eu tanto escondo desse mundo que tanto me corrompeu, realmente nunca me revelo, nunca ninguém viu o meu amor mais puro, o meu sorriso mais singelo. Eu sei nada disso importa no fim sempre solitário olhando a lua, contando para ela tudo que atormenta o meu coração e mesmo antes de saber do lindo conto da Kaguya, as vezes sinto que só a lua poderá ter esse meu amor, com as minhas lágrimas mais sinceras que só sobre ela eu consigo soltar, apenas a lua cheia sabe o que se passa dentro de mim, somente ela me conhece. Hoje em um dia que é a segunda lua cheia do mês estando lá no alto do céu, me encontro aos prantos, por algo que ela sabe muito bem, ela é aquela que mais me conhece, sabe que a minha primeira tatuagem será em sua homenagem e se um dia eu tiver uma filha darei o nome de Kaguya.
Sempre com os olhos cheios de lágrimas e um sorriso estridente, como eu adoro chorar com o meu maior sorriso, com o melhor de todos, sei que eu devia ser alguém, alguém que não suga a alma dos outros e os transformo, mas meu amor, eu sugo, sugo a alma deles e a transformo, a transformo em algo que eles não conhecem, eu vou mudando tudo por onde eu passo, como um tornado, transformando e marcando as pessoas, de uma forma boa, ou os inspirando a se tornar uma melhor versão deles mesmos, mas ninguém me alcança, ninguém me muda, me sinto sozinho quase o tempo todo, porque talvez eu esteja sempre sozinho.
Por favor, não me ame, não tente chegar até mim, estou sempre tão destruído por dentro que só acabaria te machucando, se você me ama me deixe só. Não tente nada comigo, isso machuca as pessoas e a última pessoa que eu quero machucar é você. Por dentro sou cheio de armadilhas, cheio de bloqueios, seria muito difícil chegar a minha parte que eu escondo e a que eu tenho mais medo das pessoas estragarem, mas meu amor se um dia você conseguir passar por todas as minhas armadilhas, todos os bloqueios que eu crio para não ter o meu interior destruído, só te peço para que me abrace e provavelmente eu chorarei, chorarei muito, perguntarei: “Por que você demorou tanto? Por que não apareceu mais rápido?”. Te contarei por tudo que eu passei, tudo que eu senti, tudo que as pessoas me fizeram passar, no quão forte eu tentei ser, mas sem ser forte. Se alguém chegar tão longe em mim saiba que te amarei pela eternidade. Se você nunca aparecer meu amor, bom se você nunca aparecer… Eu tentei o meu melhor para te achar.
submitted by s0kora to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 10:18 nofimnaime Palavras Somente.

Eu não aguento mais conversar comigo mesmo, e como não tenho mais pessoas para isso, essa é a melhor solução. Minha vida só desanda, e desde 2017 eu não consigo segurar as pontas, tive perdas que até hoje me doem, e escolhas nas quais eu me arrependo toda a noite antes de dormir. Consegui afastar esses pesos algumas vezes durante esse tempo, mas ele volta com mais carga, cargas atuais, e isso sempre vem a calhar na semana do meu aniversário. Mas esse peso não é a dor que quase me fez ser atropelado no meu aniversário ou a entrar em pânico na frente de um mercado. Uns meses atrás conheci uma pessoa, e eu naquele momento só queria sair com alguém, aproveitar uma nova amizade e ter aquele lance casual, era só isso, eu estava no meu canto escuro do quarto, já acostumado com esse peso no meu peito, e não queria mais dor de cabeça. E infelizmente eu conheci ela, eu não dava nada pra aquela desgraçada, as mensagens trocadas porém, me fez sentir algo por ela, aquele tipo de sensação "Ok, quero ser seu amigo", e desse jeito eu descobri que ela também não estava bem, tinha acabado de sair de um relacionamento complicado de 5 anos (3 anos de namoro, mas já sofria por 5 anos), e eu botei aquilo na minha cabeça, só queria ter uma pessoa pra conversar, conviver e aproveitar tudo que dava, e depois de uma longa espera de dois dias de conversa, resolvemos se encontrar, morávamos perto do outro, na qual no meio do caminho tinha um parque, perfeito meio termo para ambos, e quando eu vi ela, tudo que eu tinha montado sobre ela mudou. Aquele mesmo sentimento que você olha e admira aquela pessoa no trem, acha tudo incrível e pensa "e se...", o diferencial mesmo foi já conhecer ela, e a cada detalhe, conversa e risadas daquele dia, eu tive a infelicidade de nutrir um sentimento por ela... Não demorou muito para as coisas rolar entre a gente, tínhamos um entrosamento perfeito, e estávamos lá, indo pra minha casa no nosso primeiro encontro, e o que eu achei disso? Eu realmente tinha me apaixonado pelo brilho do olhar dela, o sorriso dela me trazia pás e a voz dela me acalmava, era tudo que eu queria até o momento, chegando lá ela me explicou que o ex relacionamento dela ainda pesava naquele momento, lógico que eu me desapontei um pouco, mas era apenas uma apaixonisse de momento, dava para reverter, e fiz o que tinha que fazer, falei que não iria servir de ponte para ninguém superar ninguém, acabou que ela dormiu na minha casa... Foi uma das melhores noites da minha vida? CLARO PORRA, E AINDA ELA FOI A PROTAGONISTA DE UMA DAS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DA MINHA VIDA. No outro dia, conversamos ainda mais, e na dúvida que eu estava, esperei pelo movimento dela, pra mim tudo é um jogo, cada detalhe e ação conta, e o turno dela foi pedir um Uber pra minha casa, pra passar outra noite comigo, e ela estava incrivelmente linda... maquiada com uma delicadeza... vestido que abraçava a arte corporal dela... e a boca que porta o melhor dos sorrisos...
Foi nesse momento que eu cometi o maior erro de todos, depois de uma noite incrível (outra), eu falei que queria ela pro resto da minha vida, ela ainda estava afetada pela outra, mas o coração dela já sentia alguma coisa por mim, além do relacionamento passado dela, tinha a minha ex...
E então eu entro no meu primeiro inferno.
Sim, é isso mesmo que você está pensando, 4 dias de conversa e eu já estava pedindo ela em namoro, eu não conhecia ela direito, e muito menos ela me conhecia, só que aqueles momentos foram ótimos, e foram por bastante tempos, mesmo com autos e baixos, só que cada vez que ela deitava no meu peito, e a gente conversava fica mais nítido que os dois se amava, e saiu dela, o primeiro "te amo", na qual terei a dor de nunca esquecer, e foi assim que depois de 6 dias de conhecer ela, resolvemos entrar em um relacionamento, depois dela ter completado um mês de sair do dela, e eu de ter tentado incontáveis vezes de retorna com minha ex. Aliás, minha ex... todos nós temos problemas, e o problema dela sempre foi se depender demais de mim, morávamos juntos, e depois de perceber que a gente não daria certo, terminei e voltei pra casa, porém ela era destruída psicologicamente, uma vontade de suicídio constante, e eu tinha medo de isso se torna uma realidade, mesmo terminando com ela, a moça nunca deixou de ter minha importância, antes de sermos namorados, eramos amigos, e isso não acabou, sempre vou me importar com ela, como a grande amiga que ela é. E nossa protagonista não entendia isso, até tentou compreender a gente guardar por um tempo, mas ela queria nos anunciar para o mundo... E no começo eu não entendia o "pra que?" só tentava explica que isso poderia acabar com a vida de uma pessoa, e depois de uma semana nisso, se encontrando todos os dias com ela, resolvi conversar com minha ex. Expliquei pra ela o que estava acontecendo, e que eu tinha encontrado outra pessoa, que não queria perder o contato dela, sendo ela uma das pessoas mais importantes da minha vida, acabou que minha ex entendeu, e ficou ressentida, ela sentia muita coisa, e queria voltar... mas ela seguiu o caminho dela e me deu apoio, ela simplesmente me queria feliz, era só eu correr pro abraço da minha então amada e vocês teriam lido o começo de uma linda história de amor...
E então eu senti pela primeira vez a chama silenciosa do primeiro inferno.
A pessoa cujo eu já chamava de "Vida", não achou isso o bastante, mesmo já declarando nosso namoro, ela queria mais, pediu pra eu cortar contato com minha ex, vulgo melhor amiga, dizia que não daria certo e me pressionou a prometer isso pra ela, e nesse meio termo, eu tive que ver ela tentando reconstruir uma amizade com a ex dela e falhando miseravelmente no mínimo, mas BELEZA, segui deixando a minha ex de lado e fui construir o que eu queria com a pessoa que eu desejava, e nas primeiras semanas, foi maravilhoso, eramos a melhor combinação do mundo, dava pra sentir os outros casais invejando, a gente era mais entrosado que Romário e Bebeto, mais bonito que o sol se pondo em um céu laranjado, muito mais divertido que o todo o elenco dos Barbixas fundido com o Hermes e Renato, se você não entendeu que éramos incríveis, coloca todas as referências ao seu gosto que você vai entender. Só que eu descia mais para o inferno e não sabia.
Os outros níveis do inferno.
Todo mundo briga, não é nenhum erro discordar com alguém, e os lados se alterarem, mas o meu pavio estava curtíssimo... Eu não me aguentava, imagina então os erros das outras pessoas? E eu falava com ela o que me incomodava, e não era coisa básica do tipo "aí não gosto do seu sotaque" tava mais pra "você poderia falar menos putaria no meio da rua entre as pessoas?". E isso foi piorando, e eu não sou nenhum santo, muito pelo contrário, sei que errei de ter falado com ela daquele jeito, e então foi aí que o MEU jogo começou a trocar de estilo, eu percebi que tinha que mudar meu jeito, meu comportamento e minha forma de tratar algumas coisas. Sou explosivo, se tem que brigar, eu brigo, mas cara, eu não queria perder ela, e nessas foi me tocando que poderia ser melhor eu me trancar na fúria e dialogar na calma, e sim, eu me moldei a ela. Não, não errei só nisso, fiz coisas na qual eu não me orgulho e nem sei como aconteceu, porém, eu estava lá, ouvi o dela, e mudei, é um mérito meu, eu quero que você que está lendo tenha sua própria resposta para isso, pois a minha resposta é, não, isso não é um mérito, se você percebe que está errado, você muda, ok! Ok? E eu infelizmente não vou te dar um Plot Twist e falar que estamos vivendo lindamente, pois a gente desceu mais os degraus... No nível de começar a culpar o jeito no qual a gente conversava no whats para poder brigar, ela falava que eu era outra pessoa no whats, que respondia seco e era monossilábico, eu nunca vi isso, para começo de conversar, e ninguém nunca reclamou isso de mim, o que eu achei mais estranho, porém ela falou que outras pessoas que ela mostrava minha conversava concordava com ela, e tentei mudar isso, mandava mas áudio no intuito de ser mais confortável pra ela, e então chegou nosso primeiro mês de namoro...
Eeeeeh laiá, se quiserem numerar os infernos, fiquem à vontade, pois eu não tenho saco.
Eu sempre odiei isso, de mêsversario, maluco, ninguém quer saber que seu bebê feio está fazendo 8 meses, ou então seu relacionamento que ninguém liga está no terceiro mês, sabe quem se importa pro seu relacionamento, você e sua companheira, e... era importante para nós dois... pra mim pelo menos...
Chegou o cujo dia, e eu tinha planejado uma coisa simples, porém de coração. Vinho, uma pizza, janela aberta com iluminação da lua, era um momento especial na qual queria deixar ainda mais especial. Não falei nada, só deixei as coisas acontecer, e eu não sei por qual motivo, mas ela não estava me ajudando para isso (descobri depois o porquê) e meio que ficava "aí vc quer me ver ou não", meio que se não fosse óbvio que SIM, não só pela vontade de ver ela todo o dia, como pela data, e eu falava que queria, porém ela achou que faltou "vontade" nas minhas palavras, e resolveu ir em uma festa no dia que marcava um mês no nosso relacionamento, eu não acreditei, fiquei encabulado, cara, era nossa noite, noite na qual você optou por passar com pessoas que eu nem sabia quem era, e sem mais nem menos, e vamos discutir de novo... Mas dessa vez foi diferente. Fui na casa dela, já tínhamos conversado sobre o que aconteceu pelo telefone, ela falando que eu não fui direto e parecia sem vontade de ver ela, e eu explicando que não, e que ela cagou pra mim e foi pra uma festa como se fosse nada de mais... Acabou que ela me falou que estava muito cansada pra um relacionamento sério, e que achava melhor a gente dar um tempo, até ela se sentir confortável para estar em outro relacionamento... Tudo que eu queria, era não perder ela, concordei como um desesperado, porém falei que não iria aceitar algumas coisas, entramos em um consenso, e agora sim estamos felizes até agora, claro que não...
Depois desse episódio, resolvi me dedicar ainda mais, fazia tudo que dava pra ela, andava pra qualquer canto com ela, ia buscar, levava ela, talvez vocês nem acredita, mas eu mudei a direção do vento só pra ver o vento tirar o lindo cabelo dela da frente do mais belo rosto, e isso não foi o bastante. Ela buscava mais coisas para a gente discutir, com coisas do tipo "não se mexe no celular na companhia de alguém" é até verdade, mas dá pra você abrir uma excessões quando você passa o dia inteiro com a pessoa, mas eu aderi, e continuei me mudando por ela, era meu foco a melhora dela, e ter nossas alianças de volta "sim, eu comprei alianças, e ela tirou quando pediu o tempo". Mas foi aí que as coisas começaram a mudar pra mim, não vou esquecer que a gente passou mais um tempo de boas, mesmo depois dela ter pedido o tempo dela, a gente brigou muito, e nisso eu estava pensando "será que é bom pra nós dois?" só que quando a gente passava a tarde juntos, eu perdia esse pensamento, pois eu amava ela de verdade, cogitei terminar sim com ela, mas a gente conversava e se resolvia, porém foi nessa que eu percebi que só uma pessoa mudava, eu...
E então, chegamos no último inferno.
Essa epopéia estava no fim, e eu nem percebi, mas vamos logo para o último capítulo. Eu já conhecia a família dela, pelo menos a parte que ela sente alguma coisa, e chegou a vez dela conhecer a minha, meu irmão que tava em Brasília veio com a minha prima e era o momento perfeito, minha mãe ia preparar um almoço especial, chamou até minha tia e meu tio, tava tudo perfeito, só não esperava por uma coisa importante, ela não ir... Então vamos lá, bora começar uma semana antes, ela estava mal, se sentindo triste, fui na casa dela e troquei meu melhor amigo (que estava fazendo aniversário) pra ficar com ela, ele simplesmente me implorou para ir, e eu só falei "me ocorreu um imprevisto", era ela o imprevisto, e dei a força que ela precisava, beleza, no outro dia ela saiu com a amiga dela (coisa que me incomodava, já que a amiga dela incentivava ela ficar com outras pessoas, mas dessa vez, eu achei que ela precisava sair da casa dela). Só que ela ainda estava meio pra baixo, e no final de semana, especificamente sábado, resolvemos sair, ela com a galera dela, e eu com meu amigo que eu tinha furado, no domingo era o almoço, beleza, a gente conversou no whats e parou em um momento da noite, eu não me lembro do restante da noite, fiquei muito bêbado (e não, não fiz nenhuma merda de bêbado, só não me recordo de como eu voltei pra casa e que horas), acordei cedo, que é estranho, e antes mesmo de mandar mensagem pra ela, 6h ela me manda um áudio, falando que tava voltando pra casa da amiga dela naquele horário e que não daria pra ir pra minha casa conhecer minha família, eu fui destruído aí, mandei um "tudo bem", esperei até às 7h, fui no mercado comprar as coisas pro almoço, e foi isso, a cada pessoa perguntando, "Hey, cadê a sua Vida", eu simplesmente colocava um sorriso falso no meu rosto e falava "tá passando mal hoje, vai ficar em casa", no meio do almoço ela me ligou, e eu falei que fiquei mal com isso, e que não queria ver ela. E lembra que eu falei que via as coisas como um jogo, foi esse momento que eu pensei em desistir de tudo, o mais forte desse sentimento. Ela veio em casa, e me ouviu dizer que não queria mais aquilo, eu tinha cancelado trabalho pra ir ver a família dela, quando ela ficou na rua pra não ver a minha, mas eu fui fraco, aceitei as desculpas dela... A mesma pessoa que fala que desculpa não é uma palavra, e sim uma ação, e foi nisso que eu me peguei. E no outro dia, ela tinha uma entrevista de emprego online, na qual o entrevistador não foi com a cara dela (e ele foi babaca, ela foi incrível na entrevista), s acabou nela não passando, ficou devastada, e eu ainda meio chateado com ela, larguei de lado esse sentimento, e fui ajudar ela, comprei bebida, a melhor pizza que eu podia pegar (dominos é claro) pra ver ela levando o vinho que peguei pra beber com a amiga dela...
Ok...
Queria muito ver ela, e na sexta foi o dia, IRRAAAAAAAA, vou ver ela, e ela vai passar o dia comigo, vamos ter a melhor noite de todas e nada disso vai acontecer... Tirando a parte de ver ela, eu fui, e passei incrível 3h lá, a amiga dela falou que tava na bad, e pediu pra ela ir lá, e fodac eu. Mas até aí tudo bem, a garota lá precisava de uma companhia, acompanhei ela até um lugar pro Uber ficar tranquilo, e trocamos mensagem até de noite, quando ela resolveu sair... E sumiu... De madrugada (umas 5h) ela falou que a noite dela foi incrível, que conheceu um cara na qual conversou bastante, e que se divertiu muito, e isso foi as últimas coisas que ela me falou no final de semana resto de sábado, domingo e começo de segunda. Então começou a semana, fui entregar currículo já pensando "isso não está acontecendo" "deve ter uma resposta melhor", a única coisa que ela deveria fazer, era me valorizar depois da pisada de bola do almoço, e não contente, ela me pisa na com os dois pés depois, eu precisava entregar aqueles currículos, eles perderiam a data de vencimento, já que no outro dia eu teria 23 anos, e foi o pior dia do meu ano, eu tava visivelmente abalado, cheguei a vomitar no meio da rua, e mandei mensagem pra ela, pra saber se como estava, e ganhei um incrível "oi, c tá bem?". Cara eu já não tava legal, estava no meio da rua mal, e ainda ganho uma dessa, como se fosse um qualquer na vida dela, mandei um áudio pra ela, falei que não tava, que ela tinha sumido final de semana e queria conversar com ela, e sim, já ia com intensão do pior, colocar todas as coisas dela na minha bolsa, e com a pior das hipóteses já terminava ali, só que fui surpreendido... ela responde a porra do áudio com um "ah, não sei oq vc entendeu, nosso lance é casual, eu tive um final de semana cheio, virei duas noites, pipipipopopo" as lágrimas do meu rosto já estava deixando de existir com a falta de senso dela, eu simplicidade liguei e a única coisa que eu consegui falar foi "Eu desisto." Falei que ia encontrar ela e levar as coisas que estavam na minha casa, e pedi pra ela levar as minhas coisas (inclusive as alianças que ficou com ela), quando ela me chega, toda sorridente, fazendo sinalzinho com a mão, e eu não querendo acreditar, não sabendo se ela não entendeu a grandeza dos acontecimentos, ou porquê eu era só um qualquer pra ela, ela sentou na minha frente e disse "aí, eu não vou mais correr atrás de você... E blá blá blá" era uma realidade horrível, eu não estava acreditando que vivia aquilo, eu pedi minhas coisas, dei a dela, e disse tchau, e ela teve a pachorra de me perguntar se eu não ia abraçar ela, será que em algum momento ela percebeu minha expressão facial? Ela olhou pro vermelho dos meus olhos? Ou então notou o tom da minha voz? Eu cheguei em casa, destruído, e desativei tudo que poderia, graças a Deus eu ainda tenho pessoas que se importa comigo, e me ligaram, falei que ia me isolar um pouco e que qualquer coisa poderia me ligar. Foi a pior noite da minha vida, não dormi nada, e não aguentava nada, quando chegou as 7h da manhã, resolvi sair, chorando que soluçava, e fui para o parque, sentei no banco, e fiquei lá, quando a primeira pessoa me liga, me dando os parabéns (sim, era meu aniversário), eu não sabia oq falar e disse que tava ocupado, na segunda eu não consegui enganar, e percebeu minha voz de choro, falei que logo ligava de novo, e na terceira, eu desabei, era minha ex, a única pessoa que eu não esperava, ela sempre sabe quando eu não estou bem, e ela me deu um pouco de energia, me incentivou a ir pra casa, ver minha mãe, e sair com algum amigo, levantei animado, as palavras dela fazia sentido, até lembrar que a única pessoa que eu realmente queria a ligação não fez questão, e aconteceu uma das piores coisas da minha vida, eu simplesmente olhei para um carro na rua, e fui em direção a ele, a sorte que eu tive do cara ter feriado hoje eu vejo que é incrível, a sorte que eu tive de só ter subido em cima do capô dele e ver ele de tão perto atrás do parabrisa só mexendo a boca não entendendo nada que ele falava, sai de cima do carro e sentei na calçada, depois de uma longa conversa entre um grupo de pessoas, um cachorro e comigo mesmo, resolvi ir pra casa, lavei meu rosto e abri a geladeira, minha mãe tinha feito uma torta pra mim e comprado pizza pra fazer de noite, a minha relação com minha mãe é de mais ou menos pra ruim, porém naquele mesmo dia, foi ela que me viu chorar depois de me desejar sorte, sendo que quem eu chamava de "Vida" me deu o pior parabéns possível pelo Instagram.
Até hoje, dois dias depois do meu aniversário, ela não apareceu pra falar qualquer coisa, e eu realmente não quero ver a cara dela, pois eu tô destruído, até agora eu tô recebendo ligação e mensagem de pessoas que realmente se importa comigo, pedindo pra me ver, e eu não conseguindo, porque essa é a pior versão de mim, e eles merecem muito mais que isso, eu tô pensando em tanta coisa ruim agora, e minha mente tá conturbada tentando simular isso como se nunca tivesse acontecido, e eu realmente não consigo acreditar como esses poucos meses, destruíram tanto minha vida.
Você que leu isso até agora, agradeço muito por reservar esses minutos da sua vida pra esse texto, eu começar ele umas 23h da noite, e tô terminando agora 6h17, depois de parar algumas vezes, e me desculpa pelo tamanho. Eu só achei que precisava compartilhar isso com alguém.
Obrigado por ter chegado até aqui.
submitted by nofimnaime to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 06:09 mentalorgasmo QUER BEIJINHO NO CUZINHO, AMOR?

Oras, eu realizo seu desejo, meu amor. Com total prazer eu caio de boca nesse corpinho cheio de mistérios. Cada curva conta com riquezas exuberantes. Estrias cobertas de animosidade mexem comigo. (É sempre bom ressaltar o quanto eu as amo.) As celulites me fazem delirar. Bater nessa bunda e senti-la natural é uma maravilha. É por isso que eu viajo quando você dança para mim. É um baita privilégio ver toda essa sinuosidade agitando, subindo e descendo. Orgânica.
Você é dona de uma higiene única. Eu sei aonde piso. E esse cuzinho merece todo beijo e lambida que você quiser. Quando você se deitou de ladinho e fez esse pedido eu fiquei sem reação e engoli saliva. É uma perfeição fora do normal. Eu tento explicar mas o mais perto que consigo chegar é agindo, dando beijinhos seguidos de lambidas lentas. Porque preliminar é tudo e eu estou em constante delírio por esse corpo. Eu beijo seu pescoço, mordo com leveza… viajo no seu cheirinho. A maciez da sua pele é tudo para mim. Tocar em você me contagia de alegria e obsessão. Me embriago dos seios que você têm. Abocanho bem voraz de lhe dar prazer, e ao mesmo tempo fico alisando seu cuzinho, levando dedos à boca, cuspindo e passando também pela xota lisinha. Você adora. Suas mordidas no lábio não esconde. Cada passada dos dedos pelo danadinho te causa uma sensação de prazer que só poderia ser encontrado entre nós. De repente ela fica de quatro, empina e começa a se tocar, bem gostoso, com uma vontade louca de mim. Me ajeito na cama e vou mordendo essa bundinha linda. Charmosa. Gostosa. Dou lambidas. Esfrego todo o meu rosto nela. Meu nariz se diverte sentindo esse cheiro delicioso. Logo cuspo no cuzinho e sem deixar escorrer pra boceta vou passando a língua devagar, e é nessa hora que suas gemidas se intensificam e alegram mais o momento.
Me junto à sua mão e com a boca vou chupando sua boceta graciosa, cuja você rebola na língua, bem gostoso, com certeza de que está fazendo a coisa certa. Chupo o grelo, me delicio, lhe deixando leve e bem mais calma do que quando iniciamos. Sabe por quê? Porque eu finalizo lambendo toda essa área que vai do cuzinho à bocetinha, beijando de língua — devagar, salivando, ansioso — esse cuzinho esperto que você cuida tão bem.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.24 05:54 mentalorgasmo FICA À VONTADE

Fica à vontade, meu amor. Tira essa maquiagem. Vem para mim. Me deixa ser o autor do nosso livro sexual. Eu só quero entreter o leitor tal como lido tão bem com o seu corpo. Escrever os melhores textos sobre nós. Sobre nossas noites perdidas de sono mas ganhas de sexo gostoso que ficamos tão à vontade. Fica à vontade, tira essa blusa e esse sutiã. Ou melhor, deixa que eu tiro, vem aqui. Isso, deliciosa. Apenas relaxa. Suave.
Já te disse que amo me deleitar no seu corpo? É uma coisa magnífica tudo isso. Que privilégio, babe. [Após tirar, abocanho seus seios e dou uma brincada bonita, chupando o mamilo de um dos seios e olhando bem nos olhos dela, mostrando 101% o quanto estou à vontade.]
Fica à vontade, porque só dá nós nesse quarto, entre essas quatro paredes sedentas e dispostas a presenciarem mais um daqueles momentos memoráveis que só a gente é capaz de prover. Seu corpo tem gosto. Sua pele tem um grande poder. A leveza das suas mãos ao me tocarem faz com que eu me torne cada vez mais fissurado por você. Até a maneira como você tira todo o resto que esconde a obra-prima dessas curvas espetaculares é ímpar. Fica à vontade, porque o orgasmo é onipresente conosco. Ele não se ausenta. Mas, de preferência, o espiritual. É quando a gente se conecta mais exato e eleva as situações.
Não é ficção, é fato. Mergulhar no seu corpo me prova que o Universo é nosso fã número 1. A praticidade, o domínio, a avidez que eu uso para percorrer as curvas desse corpo lindo é pura magia. Minha alma se delicia. Minha língua vicia.
Fica à vontade, pode sentar com tudo.
[Ah, que delícia! É uma sensação completamente incrível quando ela faz isso. Parece que encostei nas nuvens.]
Desse jeito! Rebola com ele dentro, isso, mostra sua habilidade. Você é foda. Sabe tornar real uma boa foda. Entende como fazer acontecer uma foda. Olha isso! Essa sentada não é comum. Presenciar esses seios subindo e descendo só me deixa mais extasiado. Junto desse calor que sua xota apertadinha proporciona ao meu instrumento, eu perco a noção. Você é muito gostosa.
Fica à vontade, minha deusa, e roça legal com essa xota toda babada na minha cara. Você sabe o quanto eu prezo e dou valor a esse clitóris, tão belo quanto um beat do OG Parker. Tão incrível quanto o talento do Jacquees, cujo álbum King of R&B proporciona outra vibe nos alto-falantes do nosso som enquanto a gente se acaba nesses momentos íntimos e inesquecíveis. Foi justamente nesse clitóris que eu fiz morada, do tipo a de Gucci Mane no Patchwerk Studios, em Atlanta, quando ele estava começando a ser conhecido nas ruas da cidade.
Eu realmente gosto quando você fica à vontade, porque você se entrega de corpo e alma e a gente sempre sai da sinuca que a vida nos coloca. É o ápice. É nossa ascensão. Só o orgasmo nos interessa.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.24 04:33 mentalorgasmo VOU TIRAR SUA CALCINHA COM A BOCA, TE DEIXAR LOUCA

Todo dia te quero. Todo dia sinto que sua presença na minha vida me marca de alguma forma — seja quando esfrega os seios no meu rosto, ou quando me fala gracinhas no ouvido enquanto mordo sua orelha, ou até mesmo quando você me envolve com suas pernas durante meus passeios entre elas.
É sempre gostoso falar de nós. Mas quando paro para me expressar sobre você eu me sinto mais eufórico. Afinal, olha a formosura dessa raba… vai negar que fico louco com ela na minha cara à toa? Porra, está de sacanagem! [Risos]
Eu amo lhe deixar ansiosa para sentir minha boca passando por esse corpo sinuoso e esbelto. Eu já gozo por dentro. Já é tudo para mim. Porque me sinto iluminado só de saber que te tenho. Tudo fica uma loucura quando você está presente. É quando mordo a calcinha calmamente vou tirando, como se eu não tivesse mãos, deixando só a boca agir.
– Você não sabe brincar — ela me diz, insinuando que apelo e não vou direto ao ponto.
– [Mas] é assim que tem que ser, minha gostosa — eu digo, tentando amenizar o peso do argumento dela. Mordo a lateral da calcinha, tirando um pouco de cada vez — ela de quatro, empinadona para mim — , puxando com leveza os dois lados, sentindo seu corpo apreensivo; se apoia na cabeceira da cama, vira a cabeça para trás e fica me olhando agir; resolve atiçar e leva uma mão à flor, massageando gostoso, como se estivesse se vingando de mim, só para me provocar — e faz o inesperado que acaba comigo: penetra dois dedos nela. Ai meu Deus! Eu penso comigo. Isso não está acontecendo. Grande presença! [Mesmo louco para demonstrar que pirei], não esboço nenhuma reação diferente, e continuo a tirar. Uma vez peladinha, dou uma de guloso e vou beijando mas lambendo ao mesmo tempo a parte de trás da coxa, cuspindo no cuzinho e presenciando a queda da saliva até se dispersar nas curvas da flor… ela mete os dedos e envolve com o próprio babado, tornando mais aprazível. (Uma cena que só quem já presenciou sabe o quanto é extraordinária e profunda). Logo, entro com mais intensidade no jogo também e honro minha camisa, me posicionando entre suas pernas e chupando devagarzinho o grelo todo babado que ela deixou e tentei ajudar.
No entanto, não demoro muito e termino o serviço beijando seu corpo, enaltecendo sua grandeza. Eu me deleito nela.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.24 04:10 mentalorgasmo EU QUERO FODER VOCÊ

Te vendo desse jeito, como não ir ao delírio? Como não salivar? Como não meter a mão na piroca e ficar se masturbando pensando em você quando não te tenho aqui? NÃO TEM COMO, amor. Tu és uma obra-prima feita pelo Senhor. És todo meu ouro. És minha garantia de respirar um ar mais puro e fresco — principalmente quando abre as pernas e senta na minha cara.
Com você eu quero tudo e mais um pouco. Quero te eternizar em mim. Quero que lembremos um do outro até na morte. Que a vida seja apenas um passatempo para nós. Meu foco é te foder, aproveitar você de todas as maneiras possíveis. Porque você me eleva para acima das nuvens com o vapor que essa boceta transmite ao sentir minha piroca dentro. É tão extraordinário meter nela que vira e mexe me arrepio (não sei se você já reparou). A piroca flutua. Você vive melada, tal como sempre acordo excitado.
Quando o assunto é essa bocetinha lisa, suculenta e inchada eu fico todo bobo emergindo sobre. (Na verdade sou um babaca que tenta descrever o que não tem como.) Sou seu maior fã, por inteira, porém você sabe que nessa boceta encantadora eu tenho um apreço maior que outras partes do seu corpo. Amo o rabetão, seios, cabelo, celulites, etc., mas nada me pega tanto assim. Porque é nela que sinto a vibração maior. Parece que elevo o nível, caio na realidade de que estou no paraíso sem precisar gastar dinheiro e/ou me locomover fisicamente para longe. É uma obsessão sem igual.
Quando te pego empinada desse jeito você já sabe que vem coisa boa: num vai-e-vem envolvente te abraço e encaixo minhas mãos nos seios e sigo penetrando bem suave; você vira o pescoço para trás para tentar me dar um selinho. Com minha boca no pescoço vou ao delírio sentindo seu cheiro inigualável.
– Ai, que delícia meter nessa boceta! Como dá prazer senti-la apertadinha! — falo bem baixinho no ouvido dela, que joga o cabelo para o outro lado e deixa tal parte “livre” para minha boca.
— Você gosta mesmo, é? — ela pergunta, como se não soubesse que sou fissurado por ela.
— Não só gosto como sou (literalmente) dependente — finalizo.
E passamos o resto da noite fodendo gostoso, agindo muito e falando pouco.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.24 03:57 mentalorgasmo O PODER DA MINHA LÍNGUA SOBRE VOCÊ

Meu pau pode até ser útil; posso amar senti-lo dentro desse corpo delicioso; posso ser apaixonado pela sensação de sentir o calor da sua flor; posso ser viciado nas caras e bocas que você faz quando penetro lentamente e fico naquele vai-e-vem gostoso só com a cabeça do pau latejando, estimulando sua flor, delirando com você; mas me desculpe a sinceridade: eu prefiro chupar sua flor, lambuzar seus seios, passear um pouco pelo seu cuzinho… te fazer enlouquecer cada vez mais comigo — sempre mais.
Eu gosto de sentir o calor do seu corpo, presenciar cada reação sua conforme vou agindo sobre essa sinuosidade. Eu gosto de te deixar realizada. O sal do seu corpo é o melhor que poderia correr nas minhas veias sanguíneas.
Minha língua passeia por essa virilha encantadora, lisa como uma quadra de hóquei. Minha boca se deleita na sua flor como Michael Jackson amava dançar. Eu chupo sua flor com o maior ardor do Universo, porque é isso que eu amo. Eu passo toda a língua, pressionando, bem entre os grandes lábios que compõem essa delícia… subindo até o clitóris, passando só a ponta da língua, te fazendo gemer intensamente. Te deixo tão excitada que babo enquanto chupo gostoso. Me embriago nesse melado.
É nesse corpo que eu vou me eternizar. É nele que eu me perco em meio a tantas maravilhas. É você que exerce poder sobre mim. Eu já não consigo mais me controlar. Sou obcecado por você. Toda vez que uso minha língua para passar sobre esses mamilos sinto algo indescritível por dentro. É uma delícia. O gosto do seu beijo me traz paz. É uma fissura usufruir disso tudo contigo.
“Como você sabe que sua língua reina sobre mim?” ela me pergunta. “Será que eu demonstro tanto assim?”
“Noto suas reações. Não são normais. Você é completamente única”, eu respondo aliviado.
“Viajo para outra dimensão quando sinto sua língua em mim. Nunca foi algo normal”, ela diz quase sem voz, de olhos fechados, sentindo meus dedos passando entre sua flor toda babada.
Deve ser porque eu não procuro satisfazer nem eu nem você, apenas faço como se fosse a última vez, para que seja bem gostoso para ambos, eu penso comigo.
“Cada toque seu no meu corpo eu me torno mais apaixonada por você”, ela continua, “porque dá para sentir facilmente o quanto você ama o que faz.”
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.22 19:51 nossa_eu_to_feliz Bruna, não desista

Eu sei exatamente o que eu fiz quando eu te pedi em namoro. Eu tomei a decisão de conhecer e compartilhar minha intimidade com uma pessoa que corre atrás dos seus objetivos, uma pessoa decidia e que sabe o que quer. Percebi que nosso relacionamento tem muito significado e que me faz querer ser uma pessoa melhor. Eu olho para você e vejo qualidades que eu gostaria de ter. Minha admiração por você só aumenta a cada dia.
A vida é muito difícil, cheia de problemas e, na maior parte do tempo, é sofrimento. Qualquer pessoa que te disser o contrário está tentando te vender algo. Lembra disso? Eu não estaria te ajudando se parasse por aqui. Mas é através desse sofrimento e do seu esforço que surgem os significados mais belos que sua vida pode ter. Basta dar uma direção para suas ações. Pense no bem que podemos fazer a outras pessoas, as rizadas que podemos provocar, o aprendizado que temos quando conversamos com alguém, os mistérios que ainda vamos conhecer, as lágrimas de alegria que ainda vamos derramar, as refeições em família que teremos um dia, a vida de pessoas que poderemos melhorar um pouco e quanto nós mesmo cresceremos nessa jornada. Ao olhar para trás, veremos muitos erros e acertos, mas pode ter certeza que não vamos nos arrepender de não ter desistido.
Bruna, espero que você possa ler isso. Sua vida está muito difícil, eu sei. Talvez eu mesmo não consiga imaginar pelo que você esteja passando, mas eu te faço um apelo: não desista de si mesma. Eu, pelo menos, não desistirei.
Te amo Bruna.
submitted by nossa_eu_to_feliz to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 13:01 bergjensen33 Acabou? Talvez seja só um sonho que eu tento prolongar, ou aquele último restinho de pasta de dentes que eu tento espremer usando uma prensa hidráulica.

Eu conheci ela no meu ensino médio, ficamos mais ou menos uns três anos e meio. Ela sempre foi tudo pra mim, e eu não consigo me imaginar com outra pessoa, nem consigo imaginar outra pessoa se interessando por mim. Bom, tivemos uma história incrível, mas quando eu me mudei pra uma cidade meio longe ela resolveu terminar. Simples assim, na maior frieza. Continuamos nos falando e no dia da mudança ela me disse que tinha conhecido alguém e que não podia continuar falando comigo. Até aí eu não vi nada de errado. Mas, quando ela me disse que já estava com ele a duas semanas (ainda estávamos juntos nesse tempo) eu fiquei pálido, não consegui ficar de pé. Não conseguia nem chorar. Minha visão ficou embaçada, eu não conseguia pensar em nada, só sentar e nadar nessas sensações, com um grande "tuiiiiiiimmmm" nos meus ouvidos, olhando pro nada. Eu já estava a 26 horas acordado e em jejum, a viagem seria longa. Não comi nada, e quando tentei beber uma água, passei 45 minutos tendo espasmos como se vomitando, mas não saia absolutamente nada. No carro eu consegui dormir apenas 4 horas, e chegando lá eu comprei uma bebida e fui me afogar um pouco. Até que ajudou, conseguia não vomitar o álcool pois sabia que na quantidade adequada me nublaria a memória de todo tipo de coisa. No dia seguinte eu fui tentar comer um x-tudo na lanchonete local. Na primeira mordida eu já comecei com a merda dos espasmos de novo. Já estava a mais de 3 dias sem comer absolutamente nada. Eu QUERIA comer, mas não conseguia. Voltei a beber. Pra minha surpresa, eu recebo uma notificação no meu celular. Era ela, me dizendo que ninguém poderia ser igual a mim e que ela estava apaixonada por mim, e que ela nunca tinha nem visto ele e que só estava afim dele por causa do jeito que ele falava com ela. Meu olho se encheu de lágrimas, eu quebrei todas as minhas garrafas de bebida no chão, urrando como um doente. A vizinhança até hoje deve me achar louco por isso. Eu não consegui processar direito, certamente estava melhor que antes, mas ainda assim cheio de ódio. "Como vocÊ pôde fazer isso comigo? Eu sou um cachorro pra você? Um cachorrinho que você manda ir e voltar quando quer e como quer?" "N-não, """""""""""""""""""amor""""""""""""""""""", você sabe que nascemos um para o outro..." E continuou dizendo essas palavras doces e falsas até meu maldito coração de imbecil se amolecer. Não namoramos, mas ela disse que vai vir morar na minha cidade assim que tiver condições, que quer tentar algo sério comigo, como um noivado ou casamento. Sinceramente? Ela só quer alguém como eu pra dizer coisinhas bonitas e amáveis pra ela. Bom, tempo passa, ficamos como estávamos, mas dessa vez sem nos ver. Nos falávamos todo dia, jogávamos algo juntos, fazíamos intimidades em ligação. Mas eu notei que isso foi parando aos poucos. Só eu que falo eu te amo, só eu que digo bom dia e boa noite, ela diz que é o stress do trabalho, mas eu sinceramente não acredito. Ela disse que não está conseguindo responder ninguém por causa do trabalho, mas eu penso que deveria ter um pouco de prioridade. Minha pergunta é: Acabou? Devo me preparar? Já acabou a muito tempo e eu que estou relendo a mesma história tentando sentir o que sentia da primeira vez? Me perdoem pela muralha e pela falta de formatação, realmente não sou profissional em operar esse site.
submitted by bergjensen33 to desabafos [link] [comments]


2020.10.19 00:16 vicenzzod Menino Mimado

Meu nome é Vicenzzo e hoje quero contar um caso de nice guy que aconteceu lá no meio do ano de 2019.
Eu tinha um amigo, o nome dele é Vinícius que se achava, sabe aqueles garotos que pensam que as pessoas são inferiores a ele? Então, era esse tipo.
Bom, o que aconteceu aqui foi um típico caso de nice guy, mas assim, começar do início vai ser complicado, mas vamos lá:
No meio do ano de 2019, eu estava indo pra meu centro espírita (sim, sou espírita e ele também era), e quando eu cheguei lá, o Vinícius me disse que tinha entrado em um grupo de whatsapp, e me disse que nesse grupo, tinha uma garota de outro estado que ele gostava, e disse que a tal garota também gostava dele, logicamente, se isso fosse verdade, não estaria aqui contando essa história para vocês, enfim.
Passado uma semana, eu volto para mais uma mocidade, e ele me fala que deu tudo errado com a garota, que ela xingou ele, que ele não fez nada demais, e eu, não sabendo de nada, disse:
-Passa o número dela que eu quero xingar essa mina.
Sei, você pode achar que eu sou um babaca por defender ele, mas saiba, eu não sabia de nada do que tinha acontecido de verdade, só sabia o que ele me contava, então, garota que inspirou esse post, continua lendo antes de me xingar no whatsapp.
O Vinícius disse que não ia me passar o número dela porque ele ainda gostava muito dela e que se eu xingasse ela isso iria acabar com as “chances” dele, enfim, eu fiquei mais ou menos uma semana atrás daquele número.
Passado mais uma semana, um amigo em comum meu e do Vinícius, cujo nome é Carlos, me envia um convite pro grupo, e fala pra eu não mencionar nada ao Vinícius, pensei: Enfim a chance de xingar ela, porém, assim que entro no grupo e conheço a tal garota, eu vou descobrindo o que realmente aconteceu.
A verdade era que o Vinícius foi um tremendo escroto, ele conheceu a garota e com menos de uma semana soltou um eu te amo pra ela, e quando ela disse que não era recíproco, ele simplesmente se transformou no ser humano mais babaca que o mundo poderia ter, ele começou a tratar o grupo e os integrantes como se fosse uma seita ou uma agência de espionagem, como se todos estivessem contra ele, enfim, ele começou a ficar paranoico, simplesmente difamou a garota e todos do grupo, INCLUSIVE A MIM, ele me acusou de “roubar” a garota dele, ele tava fora de si, foi insano, passado uns meses, os contatos que estudavam com ele disseram que ele xingava a gente, ele me culpava pela solidão e pela depressão inexistente dele.
Depois de um tempo nessa mesma coisa, dele falando mal da gente e a gente sabendo disso, eu volto a conversar com ele, ele me pediu perdão, pediu perdão pra garota, voltou pro grupo, mas dava pra perceber que ele tava diferente, ele tinha guardado rancor da gente, ele tocava nesse assunto quase todo dia, o que era chato, e de vez em quando, ele ainda dava umas explosões e começava a me xingar, até que um momento, eu disse que ele tava paranoico, e que a gente não tinha feito nada pra ele, mandei a real pro moleque, e ele soltou uma frase que praticamente destruiu uma amizade de 10 anos:
-Você nunca foi meu amigo de verdade, você falava comigo só por interesse.
Depois dessa mensagem dele eu simplesmente o mandei a merda e continuei a vida.
Passado mais uns meses (saiba, essa parte de agora, não tem mais a ver com a garota, essa parte agora é a de como ele virou um stalker, tem mais a ver comigo do que com ela agora), eu saí do trabalho e fui levar a minha sobrinha pra casa, pra isso, eu tive que passar na frente da escola dele, tava em tempo de pandemia, NÃO TINHA NINGUÉM NA ESCOLA DELE e ele morava do outro lado da cidade, quando eu chego em casa, eu recebo a seguinte mensagem dele:
-O que você estava fazendo na frente da minha escola hoje?
Isso tinha sido muito estranho, porque quando eu passei naquela hora, eu estava de carro, e não tinha ficado mais do que 10 minutos na frente do colégio dele esperando o meu irmão, enfim, após esse acontecimento, eu não recebi mais notícias impactantes sobre ele, mas a partir do momento que eu receber novas atualizações sobre ele, eu atualizo esse post no grupo, obrigado por ler até aqui e boa noite a todos.
submitted by vicenzzod to NiceGuysBrasil [link] [comments]


2020.10.14 12:21 DonaBruxa_Deyse A Prostituta- Verídico

🕷🕸Relato recebido. Foi contado por uma mulher sobre seu contato com Setealém.🕸🕷
Eu sou Brasileira e morei em Milão/Itália entre os anos de 2003 à 2015.
Minha mãe tinha cidadania italiana, pois na sua juventude tinha sido modelo e morado na Itália. No seu tempo, chegou até a atuar em alguns filmes do de Sica. Mas minha mãe era fria, ruim, maldosa. Não dava a mínima pra mim. Ela era alcoólatra e me batia desde sempre.
Nunca conheci meu pai. Ela jamais citou seu nome. Sempre imaginei que fosse um italiano famoso e mantive a esperança de encontrá-lo. Minha avó era boa e me confortava após as surras. Contava que minha mãe nem sempre fora assim. Que era doce, meiga, sorridente. Mas que depois que voltou de vez da Itália pro Brasil, nunca mais fora a mesma. Tinha se transformado num monstro e que nem a reconhecia mais. Eu só pensava em fugir de casa. Minha avó morreu em 2002. Fiquei ainda mais sozinha.
Quando fui descoberta como modelo, não pensei duas vezes e fui embora. Minha mãe assinou os documentos e pela primeira vez na minha vida, parecia feliz por estar se livrando de mim.
Cheguei em Milão com 15 anos na esperança de seguir carreira como modelo. Sai do Brasil com um contrato assinado para desfiles de modas e realmente, desfilei por 2 anos. Porém, muitas meninas chegavam com o mesmo sonho, por ser um mercado com muita competição, os trabalhos foram diminuindo. Morava num apartamento perto de monte Napoleone e dividia com mais 5 garotas também modelos.
Comecei a trabalhar como vendedora pra uma loja de grife: Chanel. Mesmo recebendo comissão, era muito cara o estilo de vida que levava e tinha o sonho de ter sucesso na vida.
Uma das minhas colegas de apartamento, não escondia de nós que trabalhava como Ragazza imagine em danceterias e saia com clientes ricos depois dessas noitadas. Na verdade, ela era uma garota de programa e saia com a nata da sociedade milanesa.
Eu estava de saco cheio daquela vida e eu mesma pedi que ela me apresentasse para seu “chefe”. Era uma agência de “modelos”. Fiz fotos para um “book” que seria exibido para clientes que procuravam meninas com o meu perfil. O cachê para esses encontros partiam do valor de €1.500,00 por três horas de encontro. Esse valor livre em minhas mãos.
Nesse período em que trabalhei pra essa agência, sai com jogadores de futebol, políticos, artistas, sheikes árabes, milionários… Rolava sexo e muita droga. Eram homens generosíssimos e além do cachê pré combinado, ganhava gorjetas e muitos presentes. Nós não éramos obrigadas a usar, mas confesso que tornou-se um vício também. Numa sexta-feira, fomos chamadas para comparecer na agência.
Foi nos explicado que um cliente muito importante escolheria 7 garotas para um “evento”. Seria pago 17 mil euros para cada antecipadamente. As escolhidas seriam levadas por um motorista na data e horário combinado è trazidas de volta no fim do evento. Deveríamos assinar um termo de silêncio e que nada visto ou ouvido poderia ser divulgado. Meus olhos brilharam ao imaginar o valor que seria pago. Entrou então um avaliador. Ele estava ali para escolher as 7 meninas. Ele vestia terno caríssimo, sapatos que brilhavam, luvas pretas de couro, óculos escuros, mas eu pude sentir um desconforto toda vez que ele olhava para mim. Ele não falava nada. Parecia fraco, adoentado mesmo, pele amarelada. Todas as meninas vestiram biquínis, formamos uma fila e começamos a desfilar para ele. Ele apenas apontava o dedo para as que escolhia. Eu fui uma delas. Vibrei por dentro.
Houve uma segunda etapa da seleção, onde tínhamos que responder uma sequência de perguntas, que não faziam muito sentido naquele momento:
Você mora sozinha? Acredita em Deus e outros seres? Você tem medo do escuro? Transaria com um réptil? Qual período de tempo mais longo que aguentaria ficar sem beber água ou líquido? Acredita em orações ou rezas? Sabe dizer uma de cor nesse momento? Já ficou presa dentro de um quarto sozinha numa casa desconhecida? Você se considera uma pessoa capaz de guardar segredos? Se você desaparecesse, alguém sentiria sua falta?
Entre outras perguntas totalmente sem nexo....mas enfim, ricos são excêntricos, pensei!
Sai de la, com meus euros garantidos, porque no fim do processo, cada uma das 7 recebeu na conta o valor combinado. Deveríamos ir lindas e o tema da festa era “Mascarados”.
Sai da agência tão feliz. Resolvi comprar vestido, sapatos e bolsas novas. Comprei perfume e maquiagem. A festa seria na noite seguinte e meu motorista me buscaria as 19 horas em ponto.
No horário combinado, toda linda, eu aguardava no hall de entrada do prédio o tal motorista.
No termo que assinei dizia que não nos era permitido o uso/ portar nenhum aparelho fotográfico ou celular.
Então, parou um carro preto antigo, muito velho e desceu um homem tão estranho quanto o que me escolheu na seleção da agência.
Ainda assim de forma educada, sem olhar para mim, abriu e fechou a porta do carro.
Ele não trocou uma palavra comigo durante uma hora e meia até chegar ao local do evento.
Sabia que estávamos na região do lago de Como, mas nunca vira ali na Itália uma estrada tão deserta. Não cruzamos com nenhum Autogrill. Até chegarmos a um castelo antigo, que a primeira vista parecia abandonado. Estávamos no meio do nada e ali tinha um castelo! Ao adentrar no castelo, vi no meio do salão minhas 6 amigas. Estávamos lindas, ansiosas. Nos cumprimentávamos, quando ouvimos 7 rufadas de um tambor. Congelamos. Apareceu uma mulher vestida de preto e seu rosto escondia-se atrás de uma telinha do seu fascinator. Fez sinal para que a seguíssemos e fomos até outra sala ainda maior. Antes de entrarmos nessa segunda sala, a cada uma de nós foi perguntado ( pela senhora de preto): -Acredita na unidade daquele que é um só? Todas nós respondemos que sim ( nem sei dizer porque respondi que sim) e entramos no grande salão. Estava escuro e de repente, mais sete rufadas de tambor e a nossa frente, uma luz amarela acendeu. Era uma luz amarelada estranha, meio fraca, piscava e a nossa frente surgiam pessoas mais estranhas ainda. Ouvimos uma música que nos perturbava. Ficamos sem reação. Deveríamos dançar? Conversar? Sorrir?
Notei que aquelas pessoas pareciam pertencer a uma alta classe social porque por mais estranhas que fossem, havia muita pompa no modo delas vestirem-se e portarem-se. Repito que era tudo estranho e feio! Havia homens e mulheres e até crianças mascaradas naquela festa! Pessoas ricas com roupas tão surradas? Havia um cheiro muito forte no ar. Como se algo tivesse estragado ou em putrefação. A música era a mesma e eu já não entendia nada. Aos poucos, homens mascarados se aproximavam. Um deles, cambaleando chegou até mim, sorriu e NÃO TINHA DENTES. Me disse algo e seu hálito me atingiu... Inconscientemente, levei a não até a boca e nariz! Quase vomitei. Ainda assim, disfarcei e sorri. Quando ele encostou a mão gelada no meu antebraço, senti que cairia no chão.
Ele pressionou meu braço e me levou para dançar. Se é que aquilo seria dançar... davam uns pulos, tinham trejeitos e a falta de coordenação daquele povo poderia ser considerado patético!
Suportei por bem uns 10 minutos aquele bafo, mãos geladas sobre mim... Até que pedi algo para beber. Ele disse numa voz rouca mas fina, que não tínhamos permissão para beber nem comer.
Gente, que absurdo.
Porém, tinha levado meu pozinho mágico e seria obrigada a usá-lo para aguentar aquele show de horrores. Lembrando que já tinha embolsado meu dinheirinho, estava tudo Ok. Pedi para usar o banheiro e então a senhora de preto me levou. Iluminando o caminho com uma vela preta. O banheiro era a coisa mais NOJENTA que há vi na vida.
As privadas estavam todas sujas de m€£%¥. Tinha até vermes na água que fica parada no vaso. Pedaços de carne podres! Não tinha descarga. Ao tinha torneiras. Desisti de fazer xixi. Usei minha bolsa de apoio e fiz a maior carreira de minha vida. Quando voltei para o salão as pessoas tinham desaparecido. Só tinha uma mulher mascarada que me observava. Resolvi que deveria puxar assunto e caminhei na direção dela. Faltavam 5 passos e vi que uma senhora também de preto a arrastou. A mascarada gritou: - Eu sou você! ( disse meu nome!!!)Vá embora! Fuja daqui! Nós liberte desse inferno! Na confusão, sua máscara cai e pude ver seu rosto. Aquela mulher era idêntica a mim! Era eu num outro corpo. Nada pude fazer... A vi ser levada. Minhas colegas já tinham sumido e eu fiquei sozinha ali. Senti as mãos geladas no meu braço outra vez. Era aquele horrorizo novamente. O povo parecia ser muito ruim de festa. Ninguém falava, ninguém tia ou cantava, vão podíamos comer ou beber! Fui levada até um quarto . Passamos por corredores frios e escuros. Eu e ele! Meu coração batia forte... Não sabia se era a droga ou o medo. Comecei a escutar gritos ao passar por outros quartos. Chegamos ao “nosso” quarto! Era tão ridículo e feio quanto todo o resto até aquele momento.
Uma vela preta estava acesa. A única luz naquele quarto frio.
Tinha chegado a hora.. Teria que fazer jus ao dinheiro pago por aquela noite. Estava arrependida já!
Comecei a me despir, o homem, tirou a máscara e falou:
-NÃO OUSE!
Paralisei!
-Sente-se!
Ela falou comigo sem abrir a boca!
Sentei e ele me explicou:
-Eu sou seu irmão. Sou filho da mulher que gritou seu nome. Meu pai aprisionou ela aqui há anos. Ele é prefeito aqui. Você está num lugar que não existe. Aqui é o meio. Aqui é Sathlem ( algo assim)... Não sei escrever ou repetir. Prometi à ela que te libertaria. Suas amigas jamais voltarão. Já pertecem a esse lugar.
Quanto mais ele falava, mais lúcida eu ficava. Será que esse pozinho era tão forte assim? Só pensava nisso?!? Como eu poderia estar pensando nisso?Meu Deus, estou tendo uma overdose! Não é possível!
E o estranho concluiu meu PENSAMENTO: - Não, você não está alucinando ou alterada. Você foi despertada pelo UM SÓ! Não fale mais nada para não desperta-lo!
Comecei a chorar! Queria devolver o dinheiro! Queria ir embora.
Comecei a ouvir passos... Como se um gigante se aproximasse. O estranho fez sinal para eu calar a boca. Não era capaz de controlar meu choro. Até o estranho pressionar com o dedo um ponto na minha garganta! Doeu muito. Ouvi ele pedindo desculpas por fazer aquilo e perdi os sentidos.
Acordei na minha cama. Estava com o vestido e sapatos da festa.
Tinha um bilhete escrito na comoda do quarto escrito assim:
Senti tanto medo. Jurei que nunca mais beberia ou me drogaria na vida e pararia com aquele “trabalho” Realmente, nunca mais fiz nada daquilo.
Meu telefone tocou e era o agente. Precisava ir até a agência.
Fodeu, pensei! Fodeu, fodeu, fodeu!
Mas fui... Porque sabia que se vão fosse, eles viriam ate mim. Meio que você começa a fazer parte da máfia! Você tem que prestar contas!
Fui com o coração na mão! Bom, pensava a, gastei o dinheiro somente com o vestido, bolsa, sapatos e maquiagens. Não tinha gastado tanto e teria como cobrir os gastos e devolver os 17 mil.
Quando cheguei lá, o agente me tratou tão bem... Disse que eu tinha sido venerada e exaltada. Que tinha sido profissional e me destacado . Gostaram tanto de mim que pediram meus dados bancários porque me fariam um agrado!
Entendi que o agente tinha sido recompensado. Perguntei sobre minhas colegas e ele mudei de assunto: -Que colegas? De quem você está falando?
(NUNCA MAIS AS VI!) Não eram amigas. Nas as viagem festas e tal... Jamais as vi novamente.
Fui até um ATM e quando solicitei meu saldo, quase caí de costas! Havia sido depositado na minha conta alguns muitosssss 00000000000 de euros.
Com essa grana, mudei minha vidaComprei um apartamento e carro. Estudei. Conheci um grande amor. Tenho filhos. Moramos na Bélgica. Sou estilista de moda e tenho minha grife!
Tenho sonhos recorrentes com aquele lugar onde estive. Meu marido sempre comenta ter a sensação de estar sendo seguido ou observado. Diz ver carros estranhos parados na rua de casa. Comenta sobre carros estranhos! Digo que é apenas impressão dele!
submitted by DonaBruxa_Deyse to u/DonaBruxa_Deyse [link] [comments]


2020.10.13 16:25 7eyes7bruises Adeus de vez para você, que me foi tudo.

Você me levou do paraíso ao inferno por nove anos. No meu tempo de vida, eu acreditei no amor que durava dez mil anos. Eu a amei desde cedo. Eu a protegi do seu pai e padrasto que a abusavam. Eu fiquei do seu lado quando você estava viciada em pó. Eu fui controlador, eu fui ciumento, é verdade. Mas você me traiu e sumiu três anos. Reapareceu com um filho. Como você esperava que eu me comportasse depois disso, eu não sei. Perdão total, eu imagino.
Você queria atenção mais do que você queria alguém. Você dizia que me amava. Que eu era o amor da sua vida. Você mentiu. Eu disse a verdade. Pra mim você era tudo. Quando você me confessou que pôs fogo num morador de rua quando estava viciada, eu fiquei horrorizado, mas eu fiquei do seu lado. Quando você disse que estuprou alguém, eu tentei relativizar e perdoei. Assim como sua traição, apesar de ser a pior coisa que se pode fazer com alguém, na minha opinião. Fiquei do seu lado, aceitei seu filho mesmo ele sendo a lembrança constante de sua traição. Eu sempre fui sensível com você. Eu sempre disse o que eu sentia, mas não era suficiente. Quando eu contei que também fui abusado quando era criança, você me fez reviver meus traumas. Você me pediu para que eu batesse em você. Você sabe que eu me tornei violento por fora porque por dentro eu detestava violência. Você sabia que eu abominava ferir. Tudo o que eu queria era carinho, e você não me deu nem me deixou dar nenhum. Eu juro que eu tentei, mas não vou mais pedir-lhe desculpas. Você me levou a tentar suicídio três vezes, e todas essas vezes eu escapei de morrer por pouco. Você sabia da minha fascinação pela morte. Você queria que eu te visse como puta, como pedaço de carne e me disse isso com todas as letras. Eu não conseguia. Nunca consegui. Eu via uma pessoa. Nós fomos próximos. O sabor dos seus beijos ainda me assombra. Eu ainda choro por você todos os dias. Você sabe.
Eu sei que você vai terminar mal. Eu sei que você vai sugar mais alguém até o sabugo, como me sugou esses nove anos. Eu te escrevi cento e vinte e três poemas. Eu te escrevi uma peça. Eu te escrevi contos. Eu te contava histórias pra te animar. Eu lia pra você dormir toda noite. Eu ficava horas te escutando dormir antes de eu dormir pra me certificar de que você não ia ter pesadelos. Eu cuidava de você com tudo que eu tinha. Eu sei que você vai terminar mal, e que eu provavelmente não vou estar aqui pra ver. Eu já vou ser comida de verme há um tempo. Você vai morrer de velha. Você vai ser possessiva com seu filho, e um dia ele vai encher o saco de você. Você vai estar velha e sozinha, e vai continuar vivendo a mentira de que você tem clarividência. Eu não vou estar aqui pra ver. Eu não vou estar mais vivo há mais de décadas, já que eu sei que meu destino é cair pela minha própria mão. Você devia ter caído pela minha, sinceramente. Mas eu nunca tive coragem de machucar você, que sempre foi tudo de mais precioso no meu coração. Hoje eu choro, e vou chorar mais uns anos. Mas eu a amo. E apesar disso, eu também a odeio. Todos os meus amigos e amigas me dizem que você é tóxica. Dizem que você é uma má pessoa. Que alguém além de você conseguiria me amar. Pra mim você é ainda a mesma mulher seis anos mais jovem, que eu protegi do que eu podia. Agora eu estou tão ferido, tão doído que eu não consigo levar minha vida pra frente. Talvez eu mereça. Adeus. Nunca mais vou receber uma ligação sua. Nunca mais vou colocar você pra dormir. Minha vida, por mim, podia estar acabada. E eu acho que é isso.
submitted by 7eyes7bruises to desabafos [link] [comments]